- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Jaraguá do Sul

- PUBLICIDADE -

Fotos: Vitor Forcellini / JEC divulgação

O Time da Raça. Nunca o apelido fez tanto sentido para um time quanto na tarde deste domingo. Após sair perdendo por 2 a 0 para o Joinville, o Próspera, com um jogador a menos desde os oito minutos da etapa inicial, conseguiu a igualdade e garantiu um ponto importante na classificação do Catarinense. Com o placar, o time criciumense segue entre os oito primeiros colocados no Estadual. O JEC abriu dois a zero com Thiago Costa e Victor Rangel, mas Pedrinho descontou aos 16 minutos do segundo tempo e Marcelinho empatou aos 36 minutos da etapa final. Superação do Próspera na partida. Gabriel Henrique ainda perdeu um pênalti para o Próspera quando o jogo ainda estava 0 a 0. O jogo foi recheado de lances polêmicos protagonizados pelo árbitro Gustavo Ervino Bauermann.

Devido ao forte calor que fazia em Jaraguá do Sul, as duas equipes começaram a partida cadenciando o ritmo, trocando muitos passes e apostando mais em bolas longas. Aos cinco minutos, o goleiro Igor Campos saiu jogando errado, Guilherme Xavier recuperou e tocou para Victor Rangel na direita, mas a finalização saiu ruim por parte do atacante do Joinville. Dois minutos depois, Gabriel Henrique puxou o contra-ataque pela esquerda, cortou para dentro e bateu, mas João Lucas fez boa defesa. Primeira chance de perigo do time prosperano. Aos oito minutos, Chrystian foi lançado em velocidade, Beto puxou o camisa 10 do Joinville, na entrada da área, mas o atleta do JEC levou vantagem e marcou o gol. Porém, o árbitro Gustavo Ervino Bauermann parou o jogo antes, marcando falta e expulsando o camisa 8 do Próspera. Uma trapalhada do juiz da partida que deixou os dois times irritados. Na cobrança da falta, a bola pegou na barreira.

Aos 15 minutos, Nikolas fez boa jogada pela esquerda, chegou à linha de fundo e ganhou escanteio. Na cobrança de Pedrinho, Gullithi cabeceou na segunda trave, a bola pegou na mão de Guilherme Xavier e o árbitro marcou pênalti. Gabriel Henrique bateu e João Lucas defendeu. Cobrança ruim do atacante prosperano e chance desperdiçada aos 17 minutos. Na jogada seguinte, Nikolas se lesionou e deixou o campo para a entrada de Marco Maier. Aos 19 minutos, após cobrança de escanteio de Alison, Thiago Costa subiu, no meio da área, nas costas de Galiardo, e completou para o gol: 1 a 0 para o Joinville.

O árbitro fez a pausa para hidratação, em função do calor, aos 24 minutos do primeiro tempo. Com um jogador a menos, o Próspera tinha dificuldades de chegar ao gol do Joinville, que dominava a partida. Aos 33 minutos, Alison cruzou da direita, a bola iria chegar para Fialho, mas Igor Campos colocou para escanteio. Na cobrança, a zaga afastou. No contra-ataque, Gabriel Henrique avançou em velocidade, mas se enrolou com o zagueiro e caiu. O juiz nada marcou.

Aos 38 minutos, Japa fez boa jogada pelo meio, driblou dois adversários e foi derrubado. Falta. Na cobrança, Pedrinho tocou para Eduardo, que bateu forte, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 43 minutos, Pedrinho recebeu pela direita e tentou finalizar, mas a bola saiu torta e longe do gol de João Lucas. Aos 47 minutos, Pedrinho fez boa jogada pela direita e cruzou, mas Ramon não conseguiu cabecear. No final do primeiro tempo, vantagem do Joinville e situação complicada do Próspera com um jogador a menos.

Mais lances polêmicos na etapa final

O Joinville voltou com tudo para a etapa final. Logo no primeiro minuto, Vargas tentou a finalização, Matheus travou, mas Guilherme Xavier pegou a sobra e bateu forte, mas a bola desviou em Galiardo e saiu para escanteio. Na cobrança de Alison, Thiago Costa cabeceou e Victor Rangel completou para o gol: 2 a 0. O juiz anulou, marcando impedimento. Porém, ao olhar para o bandeirinha Henrique Neu Ribeiro, o juiz Gustavo Ervino Bauermann voltou atrás e confirmou o gol, causando irritação no time do Próspera. Porém, gol confirmado em mais uma lambança do árbitro do jogo.

Aos sete minutos, após cobrança de escanteio, Gullithi marcou para o Próspera, mas o juiz marcou impedimento. Sem reclamações de ambos os lados. Aos 10 minutos, Chrystian fez boa jogada, passou por três, tocou para Victor Rangel que acionou Fialho. Na finalização do camisa 11 do JEC, a bola bateu na trave esquerda do goleiro Igor Campos e saiu. Quase o terceiro gol do Joinville. Aos 13 minutos, Vargas recebeu na área e bateu forte, mas a bola subiu e saiu. O Time da Raça não tinha força para tentar descontar o placar.

Aos 14 minutos, Gabriel Henrique lançou Ramon, que foi derrubado por Elivelton. Pênalti. Na cobrança de Pedrinho, a bola bateu no travessão, dentro do gol, e saiu. Desconta o Time da Raça: 2 a 1 para o Joinville. Os jogadores do JEC chegaram a reclamar que a bola não havia entrado, mas o juiz confirmou o gol. Aos 21 minutos, Jô foi lançado, o goleiro Igor Campos saiu na intermediária, não conseguiu afastar, mas o jogador do Joinville não conseguiu concluir o lance. Nova pausa para hidratação aos 24 minutos do segundo tempo.

Aos 32 minutos, Chrystian fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Victor Rangel, que estava sozinho, no meio da área, mas o camisa 9 do JEC desperdiçou a chance de ampliar o placar. Dois minutos depois, Vargas fez boa jogada e tocou para Chrystian, que bateu errado e a bola saiu. Aos 35 minutos, Gabriel Henrique fez boa jogada pela esquerda e foi derrubado. Falta. Marcelinho cobrou, a barreira abriu e o goleiro João Lucas falhou: 2 a 2. Empate heroico do Time da Raça. No final, ponto importante garantido pelo Próspera.

Campeonato Catarinense – 9ª Rodada – Primeira Fase

20/02 (domingo) – 16 horas – estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul

PRÓSPERA

Igor Campos; Galiardo, Matheus Ernandes (Luciano), Gullithi e Nikolas (Marco Maier); Japa, Beto e Eduardo (Vitinho); Pedrinho (Lucas Sebastian), Ramon (Marcelinho) e Gabriel Henrique. Técnico: Emerson Cris

JOINVILLE

João Lucas; Alison, Pedro Vitor, Elivelton e Renan Castro (Dal Pian); Thiago Costa, Guilherme Xavier (Mailson), Chrystian e Augusto Cesar (Vargas); Victor Rangel (Uelber) e Junior Fialho (Jô). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Arbitragem: Gustavo Ervino Bauermann. Auxiliares: Henrique Neu Ribeiro e Clair Dapper

GOLS: Pedrinho (16/2T) e Marcelinho (36/2T) (P); Thiago Costa (19/1T) e Victor Rangel (2/2T) (J);

Cartões Amarelos: Japa, Gabriel Henrique, Ramon, Matheus Ernandes, Eduardo e Vitinho (P); Vargas (J)

Cartões Vermelhos: Beto (P)

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.