Criciúma, Unesc e 16 municípios assinam convênio para volta do tigrinhos

Após dois anos sem a realização da parceria, os núcleos estão de volta e irão atender 50 crianças entre 10 e 14 anos em cada cidade

Foto: Lucas Perraro/Criciúma EC

- PUBLICIDADE -
 Buscando formar jovens atletas no futebol e incentivar a prática do esporte, o Criciúma e a Unesc assinaram na tarde desta última terça-feira, 4, no CT Antenor Angeloni, o convênio para a volta do Projeto Tigrinhos em 16 municípios da região. Após dois anos sem a realização da parceria, os núcleos estão de volta e irão atender 50 crianças entre 10 e 14 anos em cada cidade.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

Desenvolver jovens talentos está no DNA do Criciúma. “O clube renovou, recentemente, o certificado de Clube Formador. O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes. Além disso, é importante ressaltar as parcerias que nos auxiliam na realização desse projeto, a Unesc, os patrocinadores, Volt e Braeng, e cada um dos municípios que estão conosco”, destacou o presidente do Criciúma, Vilmar Guedes.

- PUBLICIDADE -

Para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, o projeto é uma das bandeiras adotadas pela universidade. “Projetos precisam de pessoas e nascem de ideias. O Projeto Tigrinhos representa um dos pilares da universidade. Uma universidade comunitária como a nossa, que tem na sua missão a excelência na formação de seus profissionais e estudantes, e a contribuição para o desenvolvimento da nossa região”, disse.

Criado em 2010, o projeto completa 12 anos e já atendeu mais de 35 prefeituras. Na edição deste ano, serão atendidas crianças e adolescentes dos municípios de Balneário Rincão, Capivari de Baixo, Criciúma, Jacinto Machado, Lauro Müller, Maracajá, Meleiro, Morro da Fumaça, Morro Grande, Orleans, São João do Sul, Timbé do Sul, Turvo, Treviso, Treze de Maio e Urussanga.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.