Criciúma: Técnico está na seleção de handebol

Martinho Mrotskoski, comandante do time masculino da FME Criciúma, é convocado para o time catarinense que disputará o Brasileiro deste ano


- PUBLICIDADE -

Criciúma

O técnico de handebol masculino da Fundação Municipal de Esportes (FME) de Criciúma, Martinho Mrotskoski, foi convocado nesta semana para compor a comissão técnica da Seleção Catarinense de Handebol masculino, que irá comandar a equipe no Campeonato Brasileiro 2022 em agosto, no Rio de Janeiro.

- PUBLICIDADE -

Com 25 anos de dedicação ao esporte, Martinho já acumula passagens pela seleção catarinense de handebol de praia, de quadra e para cadeirantes. “Estou muito feliz com mais essa oportunidade, pois estamos em um momento pós-pandemia e restrição das atividades esportivas. Vou dar o meu melhor para que seja mais uma experiência incrível”, enfatiza.

Ele ainda não sabe a função que exercerá na equipe. “Hoje as seleções possuem uma comissão técnica, onde todos podem dar opinião, ajudar um ao outro. Então não sabemos ainda com quem ficará cada função, mas tenho certeza que com a minha experiência na área poderei contribuir com todos”, destaca.

Segundo Martinho, a equipe será submetida a duas etapas antes da fase final no Rio de Janeiro. A primeira acontece final de março em Joaçaba. Já a segunda será realizada em Criciúma no final de abril. “Vamos trazer para Criciúma a etapa para que todos entendam como funciona o esporte. Até porque com a minha convocação, todos os atletas, os pais e o esporte da nossa cidade ganham”, pontua

De acordo com o presidente da FME Criciúma, Neto Uggioni, a convocação do técnico é fruto de muito esforço e dedicação à modalidade. “Estamos muito felizes com mais essa oportunidade para o Martinho. Ele merece por toda entrega ao esporte criciumense. Estaremos na torcida para grandes conquistas”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.