Com 16 mil sócios, Criciúma não deve retomar novas adesões em 2022

A suspensão das adesões ocorreu no dia 20 de agosto, antes da venda de ingressos para a partida contra o Grêmio

Foto: Alex Ignácio/Criciúma E.C

- PUBLICIDADE -
 O Criciúma chegou aos 16 mil sócios-torcedores e suspendeu, por tempo indeterminado, as novas adesões. Com a marca conquistada, o Heriberto Hülse ficou com o espaço limitado para abrigar a torcida carvoeira. Por isso, o clube precisou optar pela suspensão e estuda novos modelos de planos para atrair mais torcedores no próximo ano.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

 

- PUBLICIDADE -

“O clube atingiu números extraordinários de sócios, o que compromete a capacidade máxima do estádio, incluindo os percentuais destinados à torcida visitante, gratuidades, parceiros e patrocinadores do clube. Diante disto, será feita uma verificação no quadro de inadimplência com objetivo de inativá-los, e abrir espaços para novos associados já para a próxima temporada. A revisão dos valores dentre os mais diversos planos também será realizada neste período e o clube atualizará os valores para o próximo ano”, afirmou o gerente administrativo do Criciúma, Paulo César Bittencourt.

 

10 mil sócios

Em dezembro do ano passado, o Criciúma lançou uma campanha para conseguir novas adesões. A ideia foi manter os valores das mensalidades em R$ 50,00 no plano Carvoeiro Ouro até o dia 30 de dezembro. Um evento, chamado “Dia D”, foi realizado no dia 18 e alavancou o número de associados.

Com a meta de chegar aos 10 mil associados, no dia 7 de janeiro, a diretoria do Tigre anunciou que promoveria o valor de R$ 60,00 na mensalidade para o sócio de arquibancada (Carvoeiro Ouro) e R$ 140,00 para as cadeiras (Carvoeiro Black) até conquistar o objetivo, que foi alcançado no dia 28 de março.

 

Novos valores e os 16 mil

A partir do dia 29 de março deste ano, os planos tiveram um aumento significativo. O plano de arquibancada passou ao valor de R$ 90,00 e o preço mensal das cadeiras R$ 160,00. Estudantes, idosos e aposentados, assim como o Plano Empresarial continuaram pagando R$ 60,00.

Daí em diante, o número de associados não parou de crescer. Mesmo com o aumento nos valores, o clube alcançou em maio, 14 mil associações e três meses depois, em agosto, já contava com 16 mil sócios. A suspensão das adesões ocorreu no dia 20 de agosto, antes da venda de ingressos para a partida contra o Grêmio. O plano Bronze, que garante participação nos descontos do Clube Carvoeiro e que custa R$ 15,00 mensais, é o único que ainda segue com as associações abertas.

“Foi uma caminhada gratificante até o objetivo de conquistar o grande número de associados que temos hoje. O Criciúma busca sempre valorizar esses torcedores que apoiam o clube. O apoio da torcida é importante e por isso não vamos medir esforços para que logo possamos retomar as novas adesões e ter cada vez mais apaixonados pelo Tigre frequentando o Majestoso”, destacou o presidente do Criciúma, Vilmar Guedes.

*Via Criciúma Esporte Clube

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.