Cocal do Sul implanta projeto Gol do Brasil, da CBF

Município é o primeiro no sul do país a implantar a proposta

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Cocal do Sul é o primeiro município do sul do país a implantar o projeto Gol do Brasil, inciativa da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). O prefeito municipal Fernando de Fáveri, recebeu nesta quinta-feira, 27, o coordenador técnico do projeto da CBF Bruno Rosell. O projeto oferecerá aulas de futebol, cidadania, respeito às diferenças e responsabilidade social, cujo objetivo é utilizar o esporte para contribuir na formação de meninos e meninas. Estiveram presentes também o vice-prefeito Érik Pereira Zeferino, o coordenador do Esporte, Jean Reis e professor Igor Moro.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O projeto ainda está em fase de implementação no município de Cocal do Sul, sendo que hoje foi dado o primeiro passo. O coordenador esteve na cidade para vistoriar a infraestrutura do complexo esportivo, local onde irão acontecer as aulas. “Em acordo com a FIFA, instalaremos o projeto em cada estado do país e Cocal do Sul, através da Federação Catarinense de Futebol, foi o primeiro a ser escolhido, e na sequência Balneário Camboriú; o objetivo é utilizar o futebol como ferramenta de transformação social”, declara Bruno.

O Gol do Brasil é uma das principais iniciativas da CBF Social que se utiliza do futebol para ensinar as 10 habilidades de vida estabelecidas pela ONU (autoconhecimento, relacionamento interpessoal, pensamento crítico, pensamento criativo, empatia, resolução de problemas, tomada de decisão, lidar com os sentimentos e o estresse, e comunicação eficaz).

Em parceria com o Governo de Cocal do Sul, a iniciativa irá contemplar crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos de idade. Desde 2020, o projeto conta com a chancela de cooperação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Para o prefeito Fernando de Fáveri, o projeto reforça a importância do futebol na sociedade, provando que o esporte pode ser usado para transformar a vida de crianças e adolescentes. “O próximo passo agora é a capacitação dos professores, que será em duas etapas – de forma online e presencial, formando os profissionais que atuarão no projeto, a partir disso daremos início de fato”, comenta. A capacitação presencial ocorrerá no fim do mês de fevereiro.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.