Banana Bowl: Atleta criciumense chega às semifinais

Lara entra em quadra nessa sexta-feira, dia 25, para encarar uma das melhores tenistas do Brasil na categoria 12 anos, a catarinense Maria Eduarda


- PUBLICIDADE -

Criciúma

Na manhã desta quinta-feira, dia 24, a tenista da S.R. Mampituba/FME Criciúma, Lara Marinho, conseguiu um feito inédito: chegou na semifinal do 52º Banana Bowl. A atleta criciumense venceu a tenista Júlia Canto do Rio de Janeiro por 2 sets a 0 e conquistou a vaga na categoria 12 anos de um dos maiores torneios infantojuvenil do mundo que acontece na Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma. “É um resultado que muito nos orgulha, pela dedicação da Lara e de toda a equipe. Agora é focar para a partida dessa sexta-feira pela manhã para ir em busca da vaga na final”, comenta o técnico da equipe, Rodrigo Canuto.

- PUBLICIDADE -

Lara entra em quadra nessa sexta-feira, dia 25, para encarar uma das melhores tenistas do Brasil na categoria 12 anos, a catarinense Maria Eduarda. “A 12 anos e a categoria 11 anos do Banana Bowl é uma disputa nacional, um brasileiro, organizado pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT)”, explica o Canuto.

Além de Lara, oito tenistas do Mampituba/FME Criciúma disputaram a chave principal do Banana Bowl. Davi Savi, na 18 anos; Eric Martins Marton, na 16 anos; Giovana Ventura Aude,  Ana Flávia Daros Espíndola e Leonardo Belato, na 14 anos; Felipe Paini e Vinícius Salvador, na 12 anos e Amanda Amante na 11 anos. Amanda ainda disputa em duplas. “Nossos atletas tiveram e estão tendo um grande desempenho. É uma competição com um nível altíssimo. Estamos satisfeitos com o rendimento de cada um nas partidas, por lutarem até o fim. Eventos como esse são importantes na formação e aprimoramento dos nossos atletas”, destaca Canuto.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.