Professor Unesc apresenta trabalho em evento na Universidade de Oxford

A atividade faz parte de um programa de Oxford com a participação de estudiosos de várias partes do mundo

Fotos: Divulgação

- PUBLICIDADE -

O professor pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD) da Unesc e do curso de Direito, Gustavo Borges, esteve na Universidade de Oxford, na Inglaterra, no seminário proposto pela instituição inglesa com foco em Tecnologia e Política em Tempos de Crise. Além dele, participaram do encontro, outros docentes, pesquisadores e estudiosos de várias partes do mundo, que discutiram questões contemporâneas de política de mídia global, na atividade que faz parte do Global Media Policy Summer vinculado ao Centre for Socio-Legal Studies da Faculty of Law da University of Oxford (Instituto de Política de Mídia da Universidade de Oxford).

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O programa, altamente seletivo, selecionou apenas 7% dentre os mais de 400 trabalhos submetidos por pesquisadores de vários países. “Fiquei muito feliz em ser selecionado e participar dessa conexão com integrantes de várias partes do mundo e levando o nome da nossa Unesc. Foi uma sensação indescritível. Tive a oportunidade de apresentar minhas pesquisas e poder dialogar com pesquisadores expoentes de diversas partes do mundo”, comentou Borges, que abordou sobre sobre desinformação, moderação de conteúdo e mídias sociais.

Durante os dias em Oxford, os membros foram convidados a apresentarem suas pesquisas e trabalhos e, em outras oportunidades, realizaram discussões ou projetos em grupos menores. Eles exploraram sobre a política de mídia em eventos atuais, como a escalada da crise na Ucrânia, o desenvolvimento da mídia sob o Talibã no Afeganistão e o conflito na Etiópia, lei e política de mídia, mídias sociais e migração, e inovação no sul global. Com a participação de palestrantes de todo o mundo, exploraram a política de mídia em eventos atuais, entre outros assuntos pertinentes.

O Oxford Global Media Policy Summer Institute é organizado em associação com a Universidade de Joanesburgo e o Stanhope Center for Communications Policy Research, e contou com representação de vários países, como EUA, Canadá, China, Colombia, Argentina, Austrália, Áustria, Inglaterra, Tanzânia, Kenya, Lituânia, Uganda, Bélgica, entre outros. Ela faz parte do Programa de Oxford em Direito e Política de Mídia Comparada (PCMLP) e da Escola Annenberg de Comunicação da Universidade da Pensilvânia.

Oportunidades

Nos últimos anos, o Oxford Summer Institute reuniu os principais acadêmicos de comunicação em início de carreira, advogados e reguladores de mídia, ativistas de direitos humanos, tecnólogos e formuladores de políticas de países ao redor do mundo para discutir os efeitos da tecnologia, mídia e políticas de um mundo global e perspectiva multidisciplinar.

Os objetivos centrais do Instituto são ampliar e expandir o conjunto de jovens acadêmicos e profissionais talentosos que trabalham nesses campos; conectá-los a estudiosos e profissionais de elite de todo o mundo; facilitar o diálogo interdisciplinar; e abrir espaço para futuras colaborações.

Com mais de 30 participantes a cada ano, vindos de mais de 20 países ao redor do mundo, o encontro oferece aos participantes uma exposição incomparável às diversas experiências e ambientes de mídia de seus participantes e palestrantes globais.

Grupo consultivo

Borges também foi escolhido recentemente para participar do grupo consultivo de especialistas da Global Coalition for Digital Safety (Coalizão Global para Segurança Digital). Ele é o único da América Latina a compor a seleção de profissionais e faz parte da equipe que definirá as diretrizes do Metaverso a serem apresentadas em relatório no World Economic Forum (Fórum Econômico Mundial), em Davos, na Suíça, em janeiro de 2023.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.