Morro da Fumaça: Alunos têm primeiro contato com os cuidados no trânsito

Ação do Demutran com a Secretaria de Educação coloca as crianças de quatro e cinco anos para ‘dirigir’ mini caminhões

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Crianças conscientizadas no presente, trânsito seguro no futuro. Esse é o lema do projeto Mini Caminhão Elétrico Infantil, desenvolvido pela empresa G7 Log em parceria com o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Morro da Fumaça e a Secretaria do Sistema de Educação. Nele, os alunos de quatro e cinco anos da rede municipal de ensino ‘dirigem’ os veículos por uma mini cidade, aprendendo na prática como se portar corretamente no trânsito.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Ao todo, aproximadamente 400 crianças participarão da ação, que acontecerá entre as próximas segunda e quarta-feira, no pátio das escolas Biazio Maragno e Pietro Maccari. “Esse projeto visa integrar os alunos ao trânsito, mostrando os cuidados necessários. Vai ser como uma primeira experiência no volante, para eles descobrirem que dirigir é algo muito sério”, comenta William Bruning, coordenador do Demutran.

Os mini caminhões elétricos serão controlados pelos instrutores, por meio de controle remoto. A pista possui toda a sinalização vertical e horizontal, com placas, semáforo e faixas. Ao final da ação, os participantes receberão uma ‘carteirinha de motorista’, com o nome completo e a escola onde estudam.

“Os conceitos vão ser explanados de uma forma interativa e divertida. Quando se fala em educação para o trânsito, geralmente nos vem à mente que esse tipo de educação só é realizada nas autoescolas. No entanto, ela não só prepara os futuros condutores de veículos como também envolve toda a sociedade, a família e, em especial, a escola. Educar para o trânsito é preservar a vida, evitar acidentes e exercer a cidadania”, enfatiza o coordenador.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.