Crochê filé, tricô e primeiros socorros na semana capacitação da AFASC

A formação continuada preparatória para o segundo semestre envolveu palestras e workshop

Foto: Alexandra Cavaler

- PUBLICIDADE -
As 31 monitoras dos 142 clubes de mães da Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (AFASC) participaram, durante a semana, de capacitação. A formação continuada preparatória para o segundo semestre envolveu palestras e workshop sobre primeiros socorros, orientações sobre serviço social, crochê filé e acabamentos para tricô.
O encontro contou com a participação do Gerente Regional Sul, Alex Silva; Representante Sul/SC, Felipe Silva, e da professora Claudia Maria, os três da Linhas Círculo, parceira da Afasc; palestrante Jefferson Sotero (tema : Como vai você?), Patrícia Vedana, Assistente Social e  Fred Gomes, Diretor da Defesa Civil municipal.
Também marcaram presença a primeira dama e presidente de honra da Afasc, Adriana Salvaro; o diretor administrativo da associação, Adriano Boaroli; a coordenadora do departamento de clubes de mães, Nézia Pereira e as auxiliares de coordenação.
A presidente de honra falou sobre os talentos das monitoras e participantes. “São mãos que produzem sonhos, belezas e arte. E isso é fato reconhecido em toda a região, pois as participantes dos clubes de mães de outras cidades também são muito talentosas. Além disso, existe uma troca de conhecimento entre os municípios que se visitam e passam seus ensinamentos uma para as outras. Uma verdadeira linha que une”, assinalou Adriana.
Para Santilina Laurindo, monitora de cinco clubes de mães, a semana foi bastante produtiva. “Nossa semana foi de muito aprendizado, troca de experiências e integração. Todo o conhecimento adquirido é valioso e será levado, com muito carinho e dedicação, às nossas meninas neste segundo semestre”. “Encerramos mais uma semana de atividades as quais avaliamos positivamente”, completou a coordenadora do departamento. Nézia.
Afasc, referência em cidades de vários estados
Já Alex Silva, da Linhas Círculo, revelou que por onde passam muitas pessoas tem os trabalhos desenvolvidos na Afasc como referência. “Visitamos muitos estados, inúmeras cidades e podemos garantir, que por onde passamos o trabalho da Afasc é mencionado. A associação é referência pelo trabalho desenvolvido. Inclusive, já trouxemos uma acadêmica que fez o TCC tendo a Afasc como exemplo”, disse o Gerente Regional Sul parabenizando o grupo.
Atualmente os 142 clubes de mães contam com a participação de mais de 2800 mulheres. O serviço também oferece 12 oficinas artesanato (mosaico e pintura em tecido).
Como participar dos clubes de mães e/ou das oficinas:
As interessadas em participar das atividades devem ir ao grupo do seu bairro e apresentar cópias dos documentos de Identidade (RG) e CPF, comprovante de residência e Número de Identificação Social (NIS).
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.