Colégio Satc realiza ação com foco no desenvolvimento comportamentais

Além de fortalecer as competências socioemocionais, a disciplina de 'Pilares para a Vida' contribui para a construção educacional dos alunos desde a primeira Infância

Fotos: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Em diferentes momentos da fase escolar, os alunos fazem questionamentos sobre a relevância de temáticas, teorias e até mesmo se vão usar aquela fórmula de física no dia a dia. No entanto, a educação básica é a base que sustenta o conhecimento das crianças até a fase adulta. Para mostra a importância de se fazer escolhas positivas desde a fase estudantil, o Colégio Satc realizou uma ação com os alunos do Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio sobre o desenvolvimento de hábitos comportamentais e de estudo. Proposta faz parte da disciplina de ‘Pilares para a Vida’ que além de fortalecer as competências socioemocionais, visa contribuir com a construção educacional dos alunos desde a primeira infância.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

A palestra conduzida pela gestora pedagógica da metodologia OPEE de educação, Vanderlene Mafarão, abordou a temática envolvendo as escolhas feitas diariamente. “Trago para os estudantes a importância de fazer escolhas, porque tudo que vai acontecendo na nossa vida, vai depender dos rumos que vamos estabelecendo no nosso dia a dia, desde o acordar até o momento que vamos dormir. Essa decisão vai impactar em algo, mas que não depende do professor, dos pais, dos amigos, mas depende de cada um de nós”, destaca.

É inevitável que erros aconteçam pelo percurso pessoal e até mesmo o profissional das pessoas, e é neste momento em que os jovens possuem maior insegurança com relação as escolhas. “Todos fazemos essa pergunta, e se a minha escolha for errada, tem problema? Então, eu destaco que o primeiro passo quando isso ocorre é fazer uma avaliação do que de fato deu errado e perceber em qual momento eu falhei. E assim começar a traçar novas diretrizes voltadas ao conhecimento, a busca pelo melhor e de entender o que você em quanto adolescente quer”, frisa Vanderlene.

Quem se identifica com essa situação é a estudante do 1º ano do Ensino Médio, Bianca Bento, que tem facilidade até certo ponto de delimitar suas prioridades durante o estudo. “Sempre penso bem nas minhas escolhas e decisões e quando me encontro em uma situação em que se eu fizer algo errado posso acabar prejudicando alguém, tenho mais dificuldade”, conta.

Como o estudar hoje impacta na formação do futuro? 

Durante o bate-papo, a palestrante abordou algumas dicas de como os estudantes podem se organizar no dia a dia e estabelecerem metas de aprendizagem. “Os alunos precisam responder algumas perguntas para saírem do genérico de que precisam estudar, eles devem definir o como, quando, quantas horas e que dia da semana irão se dedicar a aprenderem fora da sala de aula. E a partir disso, os jovens devem avaliar se de fato estão cumprindo as metas que estabeleceram, porque esse comprometimento é com eles mesmo, não é para o outro”, ressalta Vanderlene.

Além de trabalhar uma comunicação próxima com os estudantes, a palestrante pontuou três importantes pilares para o desenvolvimento educacional, que são foco, disciplina e organização. “A palestra me motivou bastante a manter a rotina de estudos que já tenho e até melhorá-la. Visto que, talvez eu não esteja de fato dando o melhor de mim como eu pensava, assim como tentar ser uma pessoa mais proativa em meu dia a dia”, enfatiza Bianca.

Mas além de realizar uma conversa explicativa, o bate-papo valoriza a conexão com as diferentes realidades dos alunos. “Muitas vezes a fala de um profissional nos ajuda a analisar, querer explorar e evoluir certos lados nossos nos quais muitas vezes nem sequer refletimos em como poder melhorá-lo ou se já desenvolvemos ele. Além disso, me motiva como aluna saber que meu colégio se preocupa em nos alertar e conscientizar sobre a importância de estudar e de trabalhar melhor nossa coletividade”, finaliza a estudante.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.