Morro da Fumaça considera Sindicer, Sindivesf e CDL de utilidade pública

Projeto de Lei considera que as instituições prestam trabalhos voltados a importantes setores da economia do município

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

A Câmara de Vereadores de Morro da Fumaça aprovou em Sessão Ordinária, na terça-feira, dia 8 de março, três Projetos de Lei 06, 07 e 08/2022 que consideram, respectivamente, utilidade pública, o Sindicato das Indústrias do Vestuário Fumacense (Sindivest), Sindicato da Indústria de Cerâmica Vermelha (Sindicer) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Morro da Fumaça.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O presidente do Legislativo, Robson Francisconi, o Robinho, foi o autor das propostas que foram aprovadas por unanimidade pelos vereadores do Legislativo fumacense. Na prática, instituições consideradas de utilidade pública podem receber verbas públicas, isenção de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), alvarás e taxas municipais, em algumas situações,  impostos federais e estaduais.

Na reunião em que o projeto foi aprovado, estiveram presentes o presidente do Sindicer, Renato Zaccaron; o diretor executivo, Alexandre Zaccaron; além dos membros da diretoria,  Volmir Maccari, Enio Recco e Leandro Guedin. Fabio Souza, vice-presidente da CDL, também esteve presente na reunião.

O presidente do Sindicer, Renato Zaccaron, afirma que é um passo muito importante o sindicato ser considerado de utilidade pública. “Esse projeto facilita a busca de recursos estaduais, federais e municipais, para podermos estar investindo mais na profissionalização dos nossos colaboradores e projetos ambientais, por exemplo. É um passo muito importante, não apenas para o sindicato, mas também para Morro da Fumaça. Desde já, agradeço ao presidente do Legislativo pela proposição, bem como aos vereadores pela aprovação unânime do projeto”, afirmou.

Para o vice-presidente da CDL, Fábio Souza, a aprovação do projeto representa a valorização da entidade. “Nós da diretoria da CDL ficamos muito felizes com a aprovação na Câmara de Vereadores, nos possibilitando tornar utilidade pública. Agradeço a todos os vereadores pelos esforços para aprovação. Tenho certeza que isso vai nos abrir diversas portas em vários sentidos, além da valorização da entidade perante o município”, comentou

O presidente do Legislativo e autor dos projetos, o Robinho, destacou o importante trabalho realizado pelas instituições na sociedade fumacense. “São três instituições que trabalham diretamente com importantes setores de Morro da Fumaça, têxtil, cerâmica vermelha e comércios. Sendo consideradas de utilidade pública, muitas portas se abrem para as três entidades, possibilitando a busca de recursos estaduais, federais e municipais para dar andamento ou colocar em prática projetos que beneficiam toda comunidade fumacense, pois todos somos impactados direta ou indiretamente por ambos os setores”, explicou Robinho.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.