Loteamento Industrial do Verdinho terá segundo chamamento público

Mais 13 terrenos serão vendidos pela Prefeitura de Criciúma. Dos 21 lotes, oito já foram adquiridos

Foto: Nilton Alves/TN

- PUBLICIDADE -

Letícia Ortolan
Criciúma

O Loteamento Industrial do Verdinho (LIV) de Criciúma, situado na rodovia Jorge Lacerda, terá um segundo chamamento público para a venda de mais 13 terrenos, nesta quarta-feira (18). No primeiro, realizado em janeiro deste ano, oito empresas adquiriram seus lotes, as quais já estão na fase da apresentação dos projetos arquitetônicos.

- PUBLICIDADE -

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

Na tarde de ontem, a Prefeitura Municipal realizou uma apresentação do LIV para os interessados em comprar terrenos e aos que já compraram. Segundo o prefeito Clésio Salvaro, por mais que os preços dos lotes sejam considerados competitivos dentro do mercado, não poderão ser usados para fins imobiliários.

“O propósito da prefeitura não é ganhar dinheiro vendendo as terras, mas de trazer empresários para gerar riqueza no município, é isso que estamos oferecendo”, destacou o prefeito. “Após a compra, em dois meses tem que apresentar o projeto de qual empresa irá colocar e em dois anos, tem que colocar funcionar”, acrescentou.

Valdir Baschirotto, de 70 anos, é empresário há mais de 42 anos e afirma que o LIV é um dos locais mais bem estruturados para construção de um negócio. “Eu já estive olhando outro lugar, mas aqui tem uma boa proposta. Tenho um material de construção no bairro Santa Augusta e minha ideia é montar mais uma central de distribuição e indústria de ferro também”, destacou.

O LIV possui uma área total de 381.515 metros quadrados e irá atender empresas de pequeno, médio e grande porte. Ao todo serão 21 lotes que variam entre 3 mil a 20 mil metros quadrados, com condições de negociações enquadradas no sistema de concorrência pública. O investimento solicita 30% do valor de entrada, com o restante parcelado em até 12 vezes.

Entre os empreendimentos já garantidos no complexo estão a GC Medicamentos; LTH Empreendimentos imobiliários; Zaffira comércio, distribuição e representação; Thermoart fornos industriais e equipamentos agroindustriais; Medeiros e Wilson – Indústria e comércio de lubrificantes; e Olga Gordeeva. “É muito importante para todos nós do município de Criciúma ver essa área sendo transformada e preparada para a implantação das empresas”, destacou o diretor de Desenvolvimento Econômico de Criciúma, Aldinei Potelecki.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.