Grupo israelense implantará distrito de inovação em Criciúma

Empresários conheceram a estrutura da região e apresentaram o projeto do empreendimento tecnológico

Foto: Nilton Alves/TN

- PUBLICIDADE -

Gustavo Milioli
Criciúma

A Região Carbonífera (Amrec) entrou no radar da BaseCamp, empresa israelense de inovação que implantará um distrito tecnológico em Criciúma. Os empresários Uzy Zwebner e David Shemesh estiveram nos últimos dois dias conhecendo a estrutura da região e avaliaram os projetos oferecidos pela Satc, como a Cidade do Conhecimento. O arrojado empreendimento terá outros dez parceiros para, em 70 hectares de área, construir uma cidade inteligente e sustentável.

- PUBLICIDADE -

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

O espaço se concentrará em ser um ecossistema de inovação com zero emissão de carbono e reutilização da água da chuva. Além disso, o local terá um grande centro de eventos, hotéis, apartamentos residenciais e estrutura de lazer para que os integrantes possam morar no distrito.

O projeto não é uma novidade para a BaseCamp. A empresa já construiu uma cidade nos mesmos moldes em meio a um deserto no Oriente Médio. Onde não existia nada, atualmente moram mais de 3 mil pessoas que trabalham em diversas startups de inovação.

As conversas entre a Satc e a BaseCamp já vinham acontecendo virtualmente há dois anos, mas esta foi a primeira oportunidade que os gestores puderam se encontrar pessoalmente. “Foi a vez de eles conhecerem tudo o que a região dispõe. Apresentamos a ideia do projeto e os parceiros internacionais que temos. Fizemos uma reunião com todos os formadores de talentos das nossas universidades para que possamos, todos juntos, viabilizarmos esse projeto”, afirma Fernando Luiz Zancan, diretor executivo da Satc.

“O sonho já está avançando”

Zancan explicou que o distrito construído pela BaseCamp no deserto em Israel durou apenas sete anos para ser desenvolvido, de 2013 a 2020. Aqui, a expectativa é de a Cidade do Conhecimento se tornar realidade até 2040. “Eles mostraram que é possível fazer. Claro que uma coisa é Israel, e outra coisa é o Brasil. Cada lugar tem as suas peculiaridades. Mas é possível. Se cada um colaborar, se todos olharem para a mesma direção, nós vamos conseguir. O sonho já está avançando”, complementa o diretor.

O objetivo é criar uma ponte única conectando governo, educação e iniciativas privadas de maneira benéfica e sustentável, como foco no futuro e na nova economia. Todo esse ecossistema promete trazer o impacto inicial na movimentação econômica do Sul Catarinense de US$ 1 bilhão.

Uzy Zwebner e David Shemesh ficaram com altas expectativas depois do que viram na região. “Nesses dois dias eu conheci muito mais do que eu esperava e fiquei muito feliz. Temos uma equipe qualificada, cheia de boas intenções e com paixão, o que são quesitos importantes”, afirma Zwebner, fundador e presidente da BaseCamp, com o auxílio de uma tradutora.

Os empresários estrangeiros visitaram pontos estratégicos da região, como a Prefeitura de Criciúma, a Associação Empresarial de Criciúma (Acic) e as instituições de ensino. O final da estadia acontece em Florianópolis, onde a dupla conhecerá a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) e o distrito de inovação da capital.

“Estamos orgulhosos de trazer a nossa experiência e know-how, com o case de sucesso em Israel, para cá, e fazer o mesmo na Cidade do Conhecimento. Sabemos que é uma realidade diferente, mas com os parceiros que temos aqui, vamos conseguir criar um ecossistema parecido. Esperamos que os jovens da região possam desenvolver seus empreendimentos, assumir seus riscos com suas startups, porque estaremos aqui para absorver”, acrescenta Zwebner.

Zancan afirmou que o passo inicial é a formulação de um plano. Ao final dos próximos 10 meses, a Satc espera concluir essa etapa e estruturar uma empresa de inovação. “Depois, vem a parte de desenvolvimento imobiliário. Temos um modelo a seguir. Nesse meio-tempo, eles pegam o que tem aqui e levam para lá. De repente, já começam a surgir parcerias”, destaca.

O diretor executivo da Satc revelou que na próxima segunda-feira, será lançada a Câmara Santa Catarina-Israel para fomentar ainda mais a troca de negócios entre o Estado e os israelenses. “Vai aproximar as empresas catarinenses e as empresas de Israel”, pontua. A nível nacional, já existe uma iniciativa parecida, com a Câmara Brasil-Israel.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.