Em 11 meses, mais de 132 mil novos negócios em Santa Catarina

Criciúma aparece entre as dez cidades que mais abriram empresas no período analisado

Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom

- PUBLICIDADE -

Indicador da continuidade do crescimento econômico, o número de abertura de empresas no território catarinense aumentou de maneira constante ao longo de 2021. Santa Catarina regristrou um saldo de 132.308 novos negócios no acumulado do ano até novembro, segundo o Observatório da Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE).

O saldo de novas empresas representa a diferença entre as constituições e as baixas: 193.966 empresas foram constituídas nos primeiros 11 meses de 2021 e 61.658 foram extintas no estado. Já em 2020, houve a inclusão de 156.238 novos CNPJs no sistema da Junta Comercial e um registro de 47.219 que deixaram de existir, o que resultou no saldo de 109.019 novos empreendimentos.

- PUBLICIDADE -

“Isto representa uma alta foi de 21,36% em novos negócios, se comparado com janeiro a novembro de 2021 com o mesmo período de 2020. Já se analisarmos os primeiros 11 meses deste ano com o de 2019, que não tinhamos a pandemia, o crescimento foi 42,42%. Nossa expectativa é de que, em dezembro, o número de novos negócios siga aumentando de forma constante”, destaca o presidente da Jucesc, Gilson Lucas Bugs.

A agilidade para a constituição foi um dos motivos que influenciou no bom resultado de 2021. Hoje, com a junta 100% digital em Santa Catarina, é possível abrir um novo negócio em apenas alguns cliques, colocando o estado entre as três Juntas mais rápidas do Brasil.

Entre os dez primeiros municípios catarinenses com um saldo maior de empresas constituídas em 2021, estão: Florianópolis (14.854); Joinville (11.410); Blumenau (7.262); Itajaí (6.818); São José (5.616); Palhoça (4.790); Balneário Camboriú (4.393); Chapecó (4.287); Jaraguá do Sul (3.817); e Criciúma (3.593).

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.