Com recorde histórico, SC gera quase 168 mil empregos formais em 2021

Estado obteve o quinto melhor resultado absoluto na geração de empregos

Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

- PUBLICIDADE -

Santa Catarina encerrou o ano de 2021 com a maior geração de empregos formais da história. Foram quase 168 mil novas vagas, segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) na manhã desta segunda-feira, 31. Em termos proporcionais, quando se leva em conta a variação no total de pessoas empregadas, Santa Catarina obteve o melhor resultado entre os estados do Sul e Sudeste, com uma taxa positiva de 7,94%.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O governador Carlos Moisés destaca que, embora seja apenas o décimo estado mais populoso do Brasil, Santa Catarina obteve o quinto melhor resultado absoluto na geração de empregos em 2021 em todo o país. Segundo o chefe do Executivo estadual, os dados do Caged demonstram a capacidade de superação do setor produtivo catarinense, que não se dobrou aos efeitos da pandemia.

“Esse resultado mostra que tivemos uma recuperação vigorosa no ano que passou. A economia catarinense é extremamente diversificada, e isso ajuda demais. Tanto que tivemos o melhor resultado proporcional entre todos os estados do Sul e do Sudeste, as duas regiões mais desenvolvidas do Brasil. Mas agora também é hora de olharmos para frente. Tenho certeza de que, em 2022, voltaremos a ter um resultado bastante positivo, mantendo Santa Catarina com a menor taxa de desemprego do país”, afirma Carlos Moisés.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon, a alta oferta de empregos representa um termômetro da atividade econômica. Ele ressalta que2021 foi marcado por um recrudescimento da pandemia, porém o estado deu uma forte demonstração de sua força produtiva.

“Apesar de todas as adversidades provocadas pela pandemia e apesar de Santa Catarina representar apenas 1% do território nacional, a economia catarinense teve o melhor resultado da história e o melhor do Sul do país, em números proporcionais. O emprego representa a segurança no sustento das famílias, e o Governo trabalha para ofertar melhores oportunidades aos catarinenses”, diz Buligon.

O secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, lembra que Santa Catarina já está com um nível de emprego 8% superior ao apresentado em fevereiro de 2020, antes do início da pandemia. Ele conta ainda que o Governo trabalha para garantir segurança jurídica para os investidores.

“Tudo é planejamento. Estamos conquistando bons resultados porque, nos últimos quatro anos, trabalhamos com austeridade, transparência e gestão eficiente. Santa Catarina vem fazendo sua reforma tributária, revisando os benefícios e administrando os gastos públicos para fazer mais com menos, sem aumentar tributos. Isso também reflete no desenvolvimento econômico e, consequentemente, na geração de empregos”, diz Eli.

Em nível nacional, foram gerados 2,7 milhões de empregos no ano passado. No mês de dezembro, por questões sazonais, houve um recuo de 265 mil vagas no país, 36 mil delas em Santa Catarina.

Veja o saldo de empregos em Santa Catarina nos últimos anos

ANO SALDO DE VAGAS

2011 82.714
2012 62.869
2013 76.762
2014 52.970
2015 -58.759
2016 -32.260
2017 29.441
2018 41.718
2019 71.406
2020 36.576
2021 167.854

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.