Cocal do Sul: postes da Linha de Transmissão começam a ser erguidos

A conexão da nova rede de energia da cooperativa será concretizada até março de 2023

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Gustavo Milioli/Tribuna de Notícias
Cocal do Sul

Foi dada a largada para a implantação dos primeiros postes da Linha de Transmissão 69kV pela Cooperativa Energética Cocal (Coopercocal). Ontem, as estruturas começaram a ser erguidas a partir da subestação da Eletrosul e seguirão em direção a Siderópolis, até a subestação da cooperativa. Ao todo, 92 postes, com alturas de variam de 20 a 45 metros, serão instalados no trajeto de aproximadamente 11 quilômetros de extensão.

- PUBLICIDADE -

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

O trabalho foi acompanhado de perto pelo presidente Altair Lorival de Melo, o Belha, e diretores, que presenciaram com satisfação o momento histórico. “Estar diante do momento em que se começa a dar vida ao maior e mais arrojado projeto já feito pela cooperativa é orgulho para todos, quer sejam diretores, colaboradores e consumidores, pois aqui se escreve a primeira página de uma nova e grande história da Coopercocal”, salienta Belha.

A Linha de Transmissão recebeu o investimento de aproximadamente R$ 15 milhões e, a estimativa dos diretores, é gerar uma economia de R$ 7 milhões ao ano na tarifa paga pelos consumidores. Segundo o presidente, a obra vem de encontro com as necessidades dos associados.

“A energia move o mundo, é a energia que garante conforto, bem estar, progresso, geração de trabalho, renda e qualidade de vida. Essa obra será a sobrevida da cooperativa e o desenvolvimento dos nove municípios atendidos, abrindo portas para instalação de novas empresas”, ressalta.

Prazo para conclusão

A obra iniciada no mês de dezembro de 2021 está prevista para ser finalizada, com a conexão da nova rede de energia, até março de 2023. O engenheiro eletricista responsável técnico da salienta que o andamento dos trabalhos está seguindo de acordo com o cronograma estabelecido. “No momento estamos com 33 estruturas prontas, já recebemos 16 postes em que começaram a ser implantados hoje (ontem). Ao todo serão 92 postes e tudo está ocorrendo dentro do previsto”, avalia.

As condições meteorológicas terão papel importante para não acontecer atrasos. “A linha precisa, no mais tardar, estar pronta até dezembro, para nos conectarmos e fazermos os testes necessários. Nosso limite para colocarmos em operação definitiva é 31 de março de 2023, desconectando a linha da Celesc. Nossa intenção é concluir antes disso”, destaca.

Sobrevida

A Linha de Transmissão 69kV é tida como indispensável para o futuro da cooperativa e para a economia da área abrangida pela Coopercocal. “E principalmente para Cocal do Sul, que atendemos na totalidade, para atendermos os municípios com qualidade e quantidade, trazendo uma energia que seja atrativa para as indústrias, gerando empregos, renda e sustento para os municípios e as famílias. Em oito anos, nossa demanda aumentou em 100%. Em mais quatro anos, projetamos um crescimento de 30% a 50%. A energia que nós temos hoje, com a nossa supridora, não será a suficiente para nos atender. Principalmente levando em conta o preço da energia”, encerra Belha.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.