Satc participa de próprio programa e cria novos projetos de inovação

Instituição participou de toda metodologia adotada no ambiente, o que resultou em mais de 30 ideias inovadoras

Fotos: Divulgação

- PUBLICIDADE -

A Satc foi uma das empresas que participaram do programa de inovação corporativa, o Cobusiness, em 2022. A instituição foi cliente do próprio programa e, ao longo do ano, participou de toda a metodologia de inovação que é implementada no espaço. Ao final, após o time pensar em mais de 30 ideias, quatro foram apresentadas para a gestão, nas quais duas servirão para melhorar processos internos e outras duas para a criação de novos produtos voltados à educação.

Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Das duas ideias voltadas a produtos de educação, uma consiste em uma plataforma ligada ao Enem e outra ligada a aulas gamificadas. O time que participou desse processo de validação de ideias foi composto por trainees – que são acadêmicos da UniSatc, colaboradores da instituição e parte da gestão da Satc.

“Foi importante fazer parte desse primeiro grupo de empresas do Cobusiness para estar dentro do processo, saber o que as empresas passam, e também gerar networking, criando e executando ideias dentro desse contexto da inovação”, contou a líder do time e coordenadora do curso de Jornalismo da UniSatc, Karina Farias.

Para o pró-reitor de Pesquisa e Inovação do Centro Tecnológico Satc (CTSatc), Luciano Biléssimo, participar do Cobusiness é importante para fortalecer a cultura organizacional das empresas. “Todos os colaboradores que participam, começam a pensar diferente sobre inovação e a nossa ideia é levar essa cultura ainda mais para dentro das empresas no próximo ano, com capacitações para todo o grupo de funcionários”, destacou.

As ideias apresentadas pelo time da Satc serão discutidas pela direção executiva da instituição e devem ser implementadas no próximo ano letivo.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.