Programa Sanitarista Júnior é iniciado em Nova Veneza

A escola beneficiada com o projeto da Cidasc é a Escola Municipal Bairro Bortolotto


- PUBLICIDADE -

A Prefeitura de Nova Veneza em parceria com a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) iniciou nesta quinta-feira (3), a implantação do programa Sanitarista Júnior na Escola Municipal Bairro Bortolotto. O programa é uma das ações de educação sanitária da instituição, que visa na formação de cidadãos mais conscientes sobre a defesa da agropecuária, tanto do ponto de vista econômico quanto de saúde.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

A escola foi escolhida para ser a primeira a receber a iniciativa, após a “rifa da fazendinha” viralizar em todo o país, em setembro de 2021. “Esse projeto veio para nos ensinar, porque a Cidasc nos mostrou o que podíamos fazer, sem dar nenhum problema no processo. Os técnicos nos orientaram e este ano já estamos preparando a rifa com outros olhos. E agora, as nossas crianças também vão ser inseridas no processo, o que é muito importante para a nossa cidade e com a sustentabilidade”, comenta a diretora da escola, Jussara Sávio.

Os estudantes vão aprender como os cuidados com a sanidade animal, vegetal e a inspeção sanitária permitem o bom desempenho da atividade rural. Eles vão poder compreender que os produtos devem ser inspecionados e com isso, multiplicar o alcance do programa junto com a comunidade. “Estamos aqui iniciando o projeto e tenho certeza que as crianças vão se dedicar e conhecer mais a Cidasc e vão entender que a entidade não é vilã. Mas na verdade queremos proteger a agropecuária de Santa Catarina, por isso teremos profissionais de alto nível atuando junto com as crianças”, comenta o gestor regional da Cidasc, Daniel Moritz.

O vice-prefeito, Élzio Milanez, comemora a escolha da Escola do Bairro para dar início ao programa em Nova Veneza. “Eles vem para mostrar para as nossas crianças todo o processo e que eles possam aprender a consumir o que realmente é saudável. O que vai, de fato, beneficiar a vida de cada um é isso que é o fundamento deste projeto, transmitir conhecimento para as nossas crianças”, pontua.

Relembre o sucesso da “rifa da fazendinha”

Foram vendidos 48 mil bilhetes para a rifa, o que corresponde ao trilho do número de moradores de Nova Veneza, que hoje conta com pouco mais de 15 mil habitantes. A rifa já é tradicional na escola, que no último ano, após a lista dos prêmios serem lidos na sessão da Câmara de Vereadores de Nova Veneza e os vereadores darem risadas.

Entre os prêmios estavam galinhas, porcos, queijos, salames e torresmos. Ao todo, foram arrecadados mais de R$ 97 mil, que foram revertidos para serem realizadas melhorias na escola.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.