Içara: gestantes contam com atendimento odontológico diferenciado

Acompanhamento desde início da gravidez pode evitar problemas futuros para a mãe e ao bebê


- PUBLICIDADE -

Em Içara a saúde está tendo um atendimento odontológico diferenciado para as gestantes. Desde o primeiro momento que as novas mamães iniciam o pré-natal nas Unidades de Saúde da Família (USF) elas já começam a ser atendidas por um cirurgião-dentista. Alguns estudos fazem relação ao risco entre doenças bucais e as complicações gestacionais, como parto prematuro e baixo peso do bebê, por isso a importância do atendimento desde o momento que se descobre a gravidez. Realizando limpezas, restaurações, orientações de hábitos alimentares melhores, a gestante dificilmente apresentará algum problema na cavidade bucal posteriormente.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O segundo trimestre de gestação é o período preferencial para realização de tratamento dentário, porém alguns procedimentos podem ser realizados em qualquer período da gravidez, basta uma avaliação do profissional responsável. “Muitas pacientes demonstram questionamentos e medos do que o tratamento odontológico pode gerar ao feto, no entanto o acompanhamento com o cirurgião-dentista é essencial, visto que a gestação é um período que proporciona inúmeras alterações no organismo da mulher o que interfere diretamente na saúde bucal. Só iremos realizar os procedimentos se as mães e crianças estiverem seguras”, disse a coordenadora do atendimento odontológico do município de Içara Elaine Bauer.

Um dos maiores mitos sobre a saúde bucal na gravidez precisa ser esclarecido. “Não é que a gravidez deixa os dentes mais fracos, é que a gestante sofre uma série de alterações hormonais o que interfere diretamente na saúde bucal. A maioria das gestantes tem muito enjoos durante a gestação e relatam que devido a isso mal conseguem escovar os dentes e consequentemente apresentam mais doenças na cavidade bucal. Elas acabam também vomitando muito durante a gestação, o que interfere diretamente no PH bucal e acaba causando consequências ao esmalte dental”, lembrou a coordenadora.

Todos os protocolos de segurança para atendimentos estão sendo seguidos, proporcionando maior segurança para as mulheres e seus filhos. As gestantes de Içara que ainda não iniciaram o pré-natal devem procurar a sua USF e agendar suas consultas. “As mamães acabam realizando mais refeições durante o dia, comendo alimentos com mais teor de açúcar, o que é muito prejudicial para os dentes. A questão hormonal também influencia diretamente em alguns aspectos, a gestante é sim mais propensa a ter quadros de gengivite, mas isso quando outros fatores estão juntos, como má higiene bucal, má alimentação. Por isso esse atendimento é tão essencial, ginecologia e odontologia precisam andar juntos na gestação”, completou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.