Empresa projeta investimentos de R$ 4 milhões em área industrial

Conselho de Desenvolvimento Econômico de Morro da Fumaça se reuniu para alinhar concessão do primeiro terreno

Foto: divulgação

- PUBLICIDADE -

O Conselho de Desenvolvimento Econômico de Morro da Fumaça aprovou nesta quarta-feira, 20, a concessão do primeiro terreno do distrito industrial do município a uma empresa interessada. Ao longo dos próximos quatro anos, é esperada a geração de 80 empregos diretos e um investimento inicial de R$ 4 milhões, além de impulsionar a arrecadação pública.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

“É uma empresa do ramo químico, já consolidada, que solicitou os terrenos para montar sua unidade em Morro da Fumaça. O conselho visitou a sede e gostou do que viu. São referência na região, contam com tecnologia de ponta e possuem uma expectativa de crescimento muito grande”, destaca o vice-prefeito Eduardo Sartor Guollo.

Como próximo trâmite, o Governo Municipal irá protocolar um projeto de lei na Câmara de Vereadores para autorizar a concessão do terreno e assim concretizar a entrega. “O Conselho de Desenvolvimento Econômico já fez as análises necessárias e emitiu o parecer favorável. Estamos no aguardo apenas da autorização dos vereadores”, afirma Guollo.

Os impactos positivos da área industrial vão além do aumento na geração de empregos. “Receberemos empresas irão refletir em uma maior arrecadação nos números do município. Isso quer dizer que teremos condições de viabilizarmos mais obras por toda a cidade, melhorando ainda mais a qualidade de vida do nosso cidadão, sem falar nas oportunidades de trabalho para inúmeras famílias”, ressalta.

Área industrial I                                      

Prestes a ser inaugurada, a primeira área industrial pública de Morro da Fumaça tem 60 mil metros quadrados, divididos em 16 lotes. Situada em um local estratégico, às margens da Rodovia Genésio Mazon, no distrito de Estação Cocal, o espaço foi pensado para aproveitar a proximidade da BR-101 e facilitar o escoamento das produções.

“Precisamos sempre pensar no desenvolvimento da cidade, e isso está diretamente relacionado a atrair a atenção de investidores. Por isso, já adquirimos o terreno para construirmos o segundo distrito industrial, que terá 200 mil metros quadrados e será finalizado até o fim do ano que vem”, assinala o prefeito em exercício.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.