Criciúma: diretor da Satc apresenta projeto de inovação em Israel

Fernando Zancan participa da Cybertech Global, em Tel Aviv


- PUBLICIDADE -

Nos últimos anos, Israel se consolidou como um dos principais centros de inovação do mundo. Para discutir o que está em alta e o que se espera para os próximos anos, os principais nomes da inovação e tecnologia participam da Cybertech Global TLV 2022, em Tel Aviv. A conferência, que reunirá startups, investidores e participantes desse ecossistema de inovação, ocorre de 1º a 3 de março. O diretor executivo da Satc, Fernando Luiz Zancan, será debatedor em um dos painéis.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

“Nossa ida à Israel representa o primeiro passo para divulgar que Santa Catarina, especialmente Criciúma, avança na questão de inovação. Vamos apresentar, dizer o que existe e mostrar o projeto de porte para criar um distrito de inovação, indo em busca de parceiros”, afirmou.

Os contatos que serão ampliados em Israel integram a parceria entre a Satc e a BaseCamp, empresa contratada para desenvolver o projeto do distrito de inovação. Zancan participa do painel “National economic development – bulding international cyber & innovation ecosistems worldwide”, que traz o debate sobre os projetos em andamento ou novas experiências que vão começar.

A mediação é do fundador e CEO da BaseCamp, Uzy Zwebner. O debate ocorre dia 3 de março. “A parceria com a BaseCamp é fundamental para que o mundo saiba que estamos desenvolvendo aqui um projeto de padrão internacional”, ressaltou Zancan.

Visita ao parque tecnológico 

Além da participação no evento, o diretor da Satc tem agenda extensa com outros compromissos. Um deles é a visita ao parque tecnológico Gav-Yam Negev. Ele é um dos principais centros de pesquisa e desenvolvimento (P&D) de Israel e está localizado na cidade de Beer-Sheva (Berseba, na tradução ocidental). O parque de Gav-Yam Negev, ganha destaque por ser o centro cibernético do país. É ligado à Ben-Gurion University e tem a gestão da BaseCamp.

“Israel hoje é o novo vale do silício, tem uma tradição de inovação. Nossa parceira já tem essa experiência por atuar na criação do parque tecnológico em Beer-Sheva. Hoje, são 3 mil pessoas trabalhando no local, sendo que 82% são residentes. Esse é o conceito que estamos aplicando, criando um projeto de carbono zero, dentro da proposta de transição energética justa”, defendeu Zancan.

Sobre Israel 

A força de Israel na inovação é reconhecida. A estimativa é que a cada ano sejam abertas 1,4 mil novas startups. A cidade de Tel Aviv é considerada um dos principais hubs de startups do mundo.

Segundo dados do governo, 4% do Produto Interno Bruto (PIB) é investido em pesquisa e desenvolvimento.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.