Defesa Civil lança alerta de ventos fortes e frio intenso em SC

Entre a noite de terça, 17, e a manhã de quarta, 18, podem atingir rajadas de vento acima de 100 km/h nos pontos mais altos da serra e valores entre 60 e 90 km/h nos Planaltos e Litoral


- PUBLICIDADE -

A formação de um ciclone subtropical nesta segunda-feira, 16, entre a costa do RS e SC, tem potencial para evoluir para uma tempestade subtropical no decorrer desta terça-feira, 17, conforme a Nota Oficial da Marinha do Brasil, em colaboração com o INMET, CPTEC/INPE e SNM (Argentina) e NOAA (EUA). Até a noite de quarta-feira, 18, o sistema pode se intensificar e ganhar características de Tempestade Tropical com ventos sustentados de 75 km/h. Em Santa Catarina, a previsão é que os ventos intensos e persistentes comecem a ganhar força na tarde de terça-feira, especialmente entre o Meio-Oeste e o Litoral catarinense.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Entre a noite de terça, 17, e a manhã de quarta, 18, podem atingir rajadas de vento acima de 100 km/h nos pontos mais altos da serra e valores entre 60 e 90 km/h nos Planaltos e Litoral. Além disso, o ciclone favorece a condição de mar agitado a grosso e traz risco para ressaca e alagamentos costeiros em todo litoral catarinense. Esta condição ainda deve ser agravada pela combinação da maré de sizígia, provocada pela lua cheia. A Defesa Civil de SC reitera a importância de acompanhar as atualizações diárias dos boletins de previsão do tempo e os avisos e alertas emitidos pelo site e mídias sociais

Previsão de frio intenso

Uma massa de ar frio, de origem polar, ocasiona o declínio das temperaturas ao longo da semana em toda SC, caracterizando uma onda de frio. As temperaturas mais baixas devem ser registradas entre terça, 17, e se estendendo até a próxima segunda-feira, 23. Entre as noites e madrugadas, as temperaturas mínimas ficam próximas ou abaixo de 0°C no Planalto Sul, Planalto Norte e Meio-Oeste e próximas ou abaixo dos 5°C no Extremo Oeste, Oeste, Grd. Florianópolis Serrana, Alto Vale do Itajaí e parte do Litoral Sul.

Nas demais regiões, as mínimas variam entre 5°C e 11°C. Na terça, 17, e quarta-feira, 18, as baixas temperaturas ao longo de todo o dia combinadas aos ventos intensos fazem com que sensação térmica seja ainda menor. Pela intensidade e persistência do frio, o risco é alto para ocorrências associadas ao frio intenso nas áreas em laranja e moderado nas áreas em amarelo do mapa.

Previsão de ventos fortes entre terça e quinta-feira

A atuação de um ciclone subtropical, que se aproxima da costa Sul do Brasil a partir desta terça-feira, 17, provoca ventos intensos e persistentes, com rajadas de moderada a forte intensidade até a quinta-feira, 19, especialmente entre o Meio-Oeste e o litoral. Entre a noite de terça, 17, e a manhã de quarta, 18, estes ventos se intensificam conforme o ciclone se aproxima do estado, com a intensidade máxima das rajadas podendo atingir velocidades acima de 100 km/h nos pontos mais altos da Serra, ficando próximo dos 90 km/h no Litoral Sul, Grande Florianópolis e áreas próximas, chegando aos 75 km/h no Alto e Médio Vale do Itajaí e ficando em torno dos 65 km/h em áreas do Oeste, Meio-Oeste e Planalto Norte. O risco para ocorrências associadas aos ventos é baixo nas áreas em verde, moderado nas áreas em amarelo, alto nas áreas em laranja e muito alto naquelas em vermelho do mapa.

Alerta de mar muito agitado e risco de ressaca

Em função da influência do ciclone subtropical que percorre a região costeira do sul do Brasil entre hoje, terça-feira, 17, e sexta-feira, 20, a condição de mar muito agitado e muito grosso, traz o risco para ressaca no litoral catarinense. Esta condição se intensifica principalmente na quarta, 18, e na quinta-feira, 19, quando o ciclone estará mais próximo da nossa costa. Ainda temos a combinação com a maré de sizígia, provocada pela lua cheia, que colabora para deixar o mar mais agitado e as ondas maiores.

No Litoral Sul e Grande Florianópolis, as ondas são de direção sudoeste/sul com altura de 2,0 m a 3,0 m e picos de até 5 m. No Litoral Norte, são esperadas ondas de 1,5 m com picos de 2,5 m. O risco para ocorrências associadas à agitação marítima e ressaca é moderado nas áreas em amarelo e muito alto nas áreas em vermelho do mapa.

*Com informações divulgadas pela Defesa Civil de Santa Catarina

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.