Criciúma: Colégio Michel tenta bater recorde mundial de tampinhas

Todas foram separadas por cor, com a ajuda dos idosos do Asilo São Vicente de Paulo e colocadas em cordões para a montagem da corrente

Fotos: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Michelinos iniciaram nesta terça-feira, dia 8, a montagem de uma corrente de tampinhas plásticas arrecadadas durante todo o ano para tentar quebrar o recorde mundial de 323 mil tampinhas de uma escola da Arábia Saudita.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Os estudantes do Colégio Michel arrecadaram 370 mil tampinhas aproximadamente. Todas foram separadas por cor, com a ajuda dos idosos do Asilo São Vicente de Paulo e colocadas em cordões para a montagem da corrente.

Durante todo o dia as turmas, em forma de revezamento, estão fazendo a junção dos cordões separados por cor, para com a presença de um auditor realizar a contagem e fazer os devidos registros que serão enviados ao Guinness Book.

Todos os anos o michelinos arrecadam tampinhas como parte do projeto Michel Sustentável e também ação social. A ideia de participar do record surgiu após a constatação de que a quantidade arrecadada era bem maior que a do registro do Guinness Book.

Este ano, todas as tampinhas serão vendidas e os recursos serão doados para uma família em desvantagem social.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.