Conheça o projeto que contempla crianças e adolescentes em Cocal do Sul

Atividade faz parte dos projetos extracurriculares da rede municipal de ensino do município

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Com o intuito de ajudar a desenvolver o raciocínio lógico, resolução de problemas manuais e o pensamento crítico dos estudantes, a prefeitura de Cocal do Sul por meio da Secretaria Municipal de Educação, realiza semanalmente o Projeto de Robótica nas escolas municipais.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O professor das aulas de robótica, Jucemar Petroski, comenta sobre as habilidades desenvolvidas por meio da robótica. “O projeto consegue englobar outras disciplinas, que vai desde o raciocínio lógico que é muito presente, a programar, que engloba matemática e também é utilizado a parte das figuras geométricas. Mas, os três pilares das aulas são principalmente o inglês, por ser ensinado a programar no idioma, a matemática e a lógica”, destaca Petroski.

É importante salientar que a ideia principal do projeto não é somente sobre robôs. O professor explica que as pessoas geralmente pensam no formato humanoide quando é citado sobre o tema. “Também teremos esses tipos de robôs, porém esse não é o foco, no geral é a resolução de problemas manuais, colocar inteligência para trabalhar ao nosso favor, assim economizando tempo e dinheiro”, especifica Petroski.

As aulas ocorrem no contraturno dos estudantes com duração de 2h, e são realizadas na Escola de Ensino Fundamental Cristo Rei nas terça-feira no período matutino e nas quartas no período vespertino. E na Escola de Ensino Fundamental Demétrio Bettiol nas sexta-feira no matutino e nas quartas no período vespertino.

Luan Rafael, de 15 anos, é aluno da escola Cristo Rei e participa das aulas de robótica. “Até agora eu aprendi a programar o Arduino no computador, movimentar e acender luzes de led; as aulas de robótica são incríveis, estou gostando muito”, diz. O Arduino, citado por Luan, é uma placa de prototipagem eletrônica que permite o desenvolvimento de projetos de automação residencial, como apagar as luzes automaticamente e regular a temperatura do ar-condicionado.

De acordo com o professor, o projeto possui aproximadamente 50 alunos de escolas municipais, sendo quatro turmas, com estudantes do 7º ao 9º ano. “A ideia é que a partir do ano que vem já ter alunos do 4º ao 9º ano, trabalhando com lego com os alunos do 4º ano em diante e a partir do 7º começar a parte de programação”, explica o Petroski. “O projeto final vai ser uma estufa, que os alunos vão reproduzir num ecossistema menor como uma caixa de acrílico”, conclui.

O prefeito Fernando de Fáveri acredita que o projeto contribui de forma significativa no processo de aprendizagem, por contemplar diferentes disciplinas. “Estamos em uma era digital, então dentro da área educacional é preciso estimular nossos alunos com aulas atrativas e dinâmicas, dessa forma entrelaçando diversos conteúdos dentro da robótica”, ressalta.

Projeto estufa

O projeto estufa, uma parceria entre a Prefeitura de Cocal do Sul e o Sicoob, tem como objetivo principal que ela se auto irrigue. Para isso, os estudantes vão produzir um sensor de monitoramento de umidade de solo, e um Arduino, que é um dispositivo para controlar o irrigador e será a inteligência por trás dele que irá mostrar quando a terra estiver muito seca, muito úmida ou no nível correto.

“Alguns projetos como a estufa, os alunos terão que estudar as plantas, o consumo de água para poder não irrigar de mais ou de menos, então isso já engloba biologia”, ressalta Petroski.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.