17.3 C
Criciúma
segunda-feira, junho 17, 2024

Castração gratuita de cães e gatos em Nova Veneza inicia em setembro

A Prefeitura de Nova Veneza, por meio da Fundação do Meio Ambiente (FUNDAVE) e Secretaria de Saúde, inicia no mês de setembro o projeto de castração de cães e gatos no município. Será um projeto permanente, que apenas em 2022 vai realizar 500 procedimentos em animais do município. A ideia consiste em castrar os animais, de forma totalmente gratuita, de tutores que ganham até três salários mínimos por mês. Aqueles que não se enquadram neste perfil, será oferecido o procedimento com valor social.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

É a primeira vez que o município realiza o projeto, que terá um investimento de R$ 93.950,00 reais, que contempla a cirurgia e remédios pré e pós-operatórios. “É um grande investimento que estamos realizando em Nova Veneza, que tem como objetivo o controle dos animais de ruas que geram outros problemas de saúde pública. É uma forma de conscientização das pessoas que possuem animais a não abandoná-los, evitando doenças e maus tratos. Por isso, não será um projeto isolado, vamos continuar a fazer todos os anos”, comenta o prefeito Rogério Frigo.

Para ter direito ao benefício, as pessoas precisam entrar em contato com a Fundave, através do telefone (48) 3436.5273 ou baixar o aplicativo REVER, no celular, para realizar o cadastro para ver se ela se enquadra dentro das condições para poder realizar a castração gratuita ou pelo valor reduzido. “O foco é aquelas pessoas que não possuem condições de bancar uma castração em uma clínica, mas aqueles que não são de baixa renda e desejam castrar algum animal também podem se inscrever que vamos avaliar cada caso”, explica o presidente da Fundação, Juliano Dal Molin.

Além de cadastrar os dados pessoais, serão cadastrados as informações dos animais. “Além das informações, será necessário cadastrar uma foto do cachorro ou gato. Desta forma, vamos poder ter um controle se um dia esse animal for abandonado. Porque o abandono gera um problema de saúde pública quando os animais transmitem doenças ou atacam pessoas nas ruas”, explica.

Para realizar o projeto, foi realizada uma licitação e a empresa que venceu irá disponibilizar um “castramóvel”, que facilitará o atendimento no município. “Ter essa possibilidade é muito importante para que possamos buscar os animais das pessoas que moram em comunidades mais afastadas, desta forma atender todas as regiões da cidade”, confirma o presidente.

Primeiros procedimentos serão em setembro

Os interessados em realizar a castração de seus animais já podem se inscrever para a primeira ação que está marcada para o primeiro final de semana de setembro. Para esta data, a expectativa é que já sejam realizados 50 procedimentos.

Fotos: Divulgação

Últimas