Sangão: núcleo de facção criminosa ligada ao tráfico é desarticulado

Divulgação Polícia Civil
- PUBLICIDADE -

Sangão

Nessa quinta-feira, dia 20, a Polícia Civil de Sangão desencadeou a Operação Green House, em combate ao tráfico de drogas na cidade. Após quase três meses de investigações, conseguiu-se identificar uma célula de uma facção criminosa do Estado, responsável pelo tráfico de drogas na região. Com as diligências conseguiu-se identificar os responsáveis por esses crimes.

- PUBLICIDADE -

Com a identificação desses suspeitos, e seus respectivos endereços, conseguiu-se também identificar seus modus-operandi, e desta forma solicitou-se quatro mandados de busca em suas respectivas casas.

De posse dessas medidas cautelares, na manhã dessa quinta-feira, 25 policiais civis e militares se uniram com intuito de cumprir essas ordens judicias, sendo que em duas dessas casas fora apreendida vasta quantidade de drogas (crack, maconha e cocaína).

Em uma dessas residências, na localidade de Chapada de Orvalho, apreendeu-se mais de 400 pedras de crack, além de 200 gramas de maconha, e várias porções de cocaína e balança de precisão, parte delas prontas para venda. O morador da casa foi preso em flagrante.

Em outro alvo, na comunidade de Vila dos Paraná – Água Boa, também foram apreendidas mais 120 pedras de crack, além de várias porções de maconha, também prontas para venda. Três jovens que estavam na casa também foram presos em flagrante, além de um adolescente apreendido.

Todos foram autuados por tráfico e associação ao tráfico de drogas, e por envolver crianças e adolescentes nesses crimes.

As investigações foram desencadeadas pela Delegacia de Sangão, com apoio das Delegacias de Jaguaruna, Pescaria Brava, Treze de Maio, Capivari de Baixo, DIC de Tubarão, SAER, NOC- Núcleo de Operações com Cães da Polícia Civil, Polícia Militar de Sangão e CANIL do 5º BPM.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.