Ônibus e Escola são alvo de vandalismo em Maracajá

Um Boletim de Ocorrência foi registrado por danos e depredação ao patrimônio público

Foto: Divulgação/ Carla Costa
- PUBLICIDADE -

A Administração Municipal de Maracajá, por meio do Departamento de Educação e Cultura, lamentam o ato de depredação ocorrido na madrugada desta segunda-feira, dia 30, contra a Escola de Educação Básica Municipal 12 de Maio e os ônibus escolares.

Segundo o Diretor de Educação e Cultura, Daniel de Souza, o Chicão, os ônibus escolares que ficam estacionados no pátio do Centro Esportivo, foram alvo de vandalismo e danos. “A ação foi descoberta quando o Diretor de Transporte e responsável pela frota, Edimilso Pereira, e os motoristas chegaram no local para iniciar a rota escolar. Foi constatado que os ônibus foram abertos e todos os extintores esvaziados, ocasionando prejuízo e sujeira”, explica.

- PUBLICIDADE -

Na Escola 12 de Maio a ação foi semelhante. Segundo a diretora Aline Melo Rosso, ao chegar no local, foi constatado que alguns extintores foram furtados e outros deflagrados seu conteúdo pelas dependências da escola.

Conforme levantamento do Departamento de Educação, foram esvaziados 10 extintores dos ônibus e mais um do ginásio de esportes. Na escola foram 03 esvaziados e 02 furtados. O prejuízo estimado foi de cerca de mil reais. “O valor não é tão considerável, porém o transtorno que nos causou foi significativo, já que tivemos que limpar e organizar todos os veículos para levar os alunos até as escolas, para não prejudicá-los. Além disso, já estamos vendo para repor os equipamentos, já que é um item importante e obrigatório. Nosso compromisso é com o bem-estar dos estudantes”, disse Chicão.

O prefeito Anibal Brambila lamentou o ocorrido, lembrando que no mês de julho a Escola Maria Libânia Machado, na comunidade de Encruzo, também foi alvo de vandalismo e furto, onde o prejuízo foi de R$ 35 mil. “Todo esse estrago gera gastos aos cofres públicos e infelizmente quem paga por isso é a população. E o que nos indigna ainda mais, é o ato ter partido de adolescentes, que utilizam o transporte e o ginásio”, comentou. Brambila lembrou ainda que depredar um patrimônio público é considerado crime e possui penalidades.

Um Boletim de Ocorrência foi registrado por danos e depredação ao patrimônio público. “Já temos informações sobre os suspeitos, seriam cinco adolescentes. A polícia deve chamar os suspeitos e seus responsáveis nos próximos dias”, relatou Edimilso.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.