Motorista que invadiu shopping em Florianópolis tem fiança reduzida

Condutor não poderá sair de casa nos fins de semana por um período de seis meses; suspensão da CNH será prorrogada


- PUBLICIDADE -

O motorista que invadiu a entrada de um shopping no Centro de Florianópolis, na manhã desta sexta-feira (15), teve fiança reduzida e terá que cumprir medidas impostas durante audiência de custódia.

Inicialmente, ele teria que pagar a fiança de R$ 11 mil, mas foi reduzida para R$ 5,5 mil, ou seja, o valor de cinco salários mínimos. O motorista terá que comparecer mensalmente em juízo para justificar as atividades. Assim como deve permanecer em casa entre 20h e 6h. Além disso, se recolherá em casa na sexta-feira, a partir das 20h, podendo sair somente na segunda-feira, às 6h, por um período de seis meses.

- PUBLICIDADE -

Assim como está proibido de se ausentar da Comarca, sem comunicação ao juízo, por mais de 30 dias, e manter o seu endereço e telefone atualizado perante juízo.

Antes do ocorrido, o condutor já estava com a CNH (Carteira Nacional de Habitação) suspensa até 1º de dezembro de 2022. Entre as medidas, a Justiça determinou mais dois meses de suspensão do direito de dirigir, ficando proibido de dirigir até fevereiro de 2023.

A Polícia Civil deve consultar a validade da licença e se existe processos administrativos abertos no Detran/SC (Departamento Estadual de Trânsito de Santa Catarina).

Caso seja descumprido qualquer das obrigações, será decretada a prisão preventiva para o condutor.

A Justiça acatou o pedido das diligências requisitadas pelo MPSC (Ministério Público de Santa Catarina). Dessa forma, a Polícia Civil deve juntar as imagens das câmeras das vias públicas antes da colisão para verificar o trajeto realizado até o momento da colisão. Assim como determinou que o passageiro seja ouvido e levantado a estimativa dos danos causados no estabelecimento comercial.

Relembre o caso

O homem invadiu a entrada de um shopping localizado no Centro de Florianópolis, por volta das 3h30 desta sexta-feira (15). No momento do ocorrido, a Guarda Municipal indicou que ele apresentava sinais de embriaguez. Apesar disso, ninguém ficou ferido.

O motorista transitava pela rua Rafael Bandeira e entrou na contramão pela rua Maestro Tullo Cavallazzi, na direção do shopping. Em seguida, atravessou a rua Altamiro Guimarães e seguiu sem parar invadindo um dos principais acessos para pedestres do centro comercial.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

Imagens registradas pela GMF (Guarda Municipal de Florianópolis) e por câmeras de monitoramento do shopping mostram que o veículo chegou até o hall central. Um quiosque ficou destruído. Por pouco, um segurança não foi atingido pelo carro.

Ainda de acordo com a Guarda Municipal, o condutor se negou a fazer o teste do bafômetro. Ele estava com um amigo e alegou que a colisão ocorreu por problemas mecânicos no Hyundai/Azera, com placas de Palhoça. Além disso, uma garrafa de bebida alcoólica foi encontrada dentro do veículo.

Um dos proprietários do estabelecimento avaliou o prejuízo em mais de R$ 500 mil. O quiosque está no local há 21 anos.

 

Com informações do NDmais

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.