Luto e homenagens no velório das vítimas da chacina em escola de SC

Momento de despedida às cinco vítimas do atentado em Saudades acontece às 9h; sepultamentos estão marcados paras às 10h

Celebração e últimas homenagens as vítimas acontece às 9h desta quarta-feira (5) – Foto: Willian Ricardo/ND
- PUBLICIDADE -

Desde a madrugada desta quarta-feira (5), as cinco vítimas mortas do atentado em Saudades, no Oeste de Santa Catarina, são veladas no Parque de Exposições Theobaldo Hermes, onde funciona o ginásio da cidade. Às 9h desta quarta-feira (5) haverá uma celebração.

Segundo informou a prefeitura de Saudades, a missa será celebrada pelo bispo Bom Odelir José Magri, da Diocese de Chapecó, e o padre Armando Grützmann. O sepultamento será feito após esse momento no cemitério municipal.

- PUBLICIDADE -

Os familiares, os amigos e os conhecidos das vítimas prestam as últimas homenagens a agente educacional Mirla Renner, de 20 anos, e a professora Kelli Adriane, de 30 anos. Também são veladas as crianças Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses, Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses e Murilo Massing, 1 ano e 9 meses.

Últimas homenagens

Desde as primeiras horas da manhã desta quara-feira (5), moradores de Saudades tem prestado homenagens em frente a escola infantil.

Glaucia dos Reis, acendeu duas velas, pendurou flores em homenagem as vítimas. Ela era vizinha da família de Murilo Massing.

O crime

Saudades, com cerca de 9 mil habitantes e distante 67 km de Chapecó, amanheceu em luto. Por volta das 10h de terça-feira (4), Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, entrou na escola infantil Pró-Infância Aquarela, com uma espada ninja. Após o ataque, ele tentou tirou a própria vida, porém foi contido pelas pessoas. Ele segue internado no HRO (Hospital Regional do Oeste), em Chapecó.

Via ND Mais
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.