Imaruí: polícia prende três pessoas na 3ª fase da operação Gêmeo do Mal

A investigação, que apura delitos de organização criminosa, peculato, fraudes licitações e outros, foi iniciada há mais de nove meses

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta feira (14) mais uma fase da investigação que apura crimes contra o patrimônio público municipal. A ação é da 2ª Delegacia Especializada no Combate à Corrupção (DECOR/PCSC) em trabalho conjunto com a Delegacia de Polícia de Imaruí.

Na fase III da Operação “Gêmeo do Mal”, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça visando apreender documentos e aparelhos eletrônicos em imóveis situados em Laguna e Imaruí e prisões preventivas para dois dos alvos e uma prisão temporária para outro.

- PUBLICIDADE -

Durante o transcorrer do dia, os presos serão interrogados e encaminhados à UPA de Laguna e presídio feminino de Tubarão.

A investigação, que apura delitos de organização criminosa, peculato, fraudes licitações e outros, foi iniciada há mais de nove meses. A primeira e segunda fases foram deflagradas nos meses de novembro/2020 e março deste ano, respectivamente.

Até o momento, a Operação “Gêmeo do Mal” desde o começo contabiliza sete presos, oito mandados de busca e apreensão e quatro afastamentos de servidores públicos, além de várias outras cautelares de natureza constritiva patrimonial.

A investigação está em fase final e deverá ser finalizada nos próximos dias. A operação desta quarta-feira envolveu cerca de 15 policiais civis pertencentes às unidades responsáveis pela investigação e à DIC de Laguna. Os fatos apurados são relativos à gestão 2017/2020 e não envolvem o atual governo municipal de Imaruí.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.