Garuva: idoso tenta apagar incêndio com potinho de sorvete

As chamas consumiram a casa em que casal de idosos viveu grande parte da vida

Foto: Divulgação ND
- PUBLICIDADE -

Um casal de idosos de Garuva foi surpreendido com um incêndio na casa em que viveu durante a maior parte da vida, na localidade de Urubuquara, em Garuva.

As chamas começaram por volta das 8 horas desta quarta-feira (24) e destruíram a casa de Sebastião Silveira, de 95 anos, e sua esposa Catarina Tomazini, de 78 anos.

- PUBLICIDADE -

Quando Flávio Silveira, 45 anos, um dos filhos do casal, que trabalha em frente à casa do pais, correu para ver o que estava acontecendo, viu que o pai estava tentando apagar o incêndio com um potinho de sorvete.

A esposa de Flávio, Marli Paschoal Silvério, contou, também, que a filha dela, de 13 anos, estava dormindo quando o incêndio começou. Eles moram do lado da casa . “Temos uma cachorrinha e quando o fogo começou, ela ficou super agitada e começou a pular na minha filha para acordá-la”.

A menina, então, correu para a casa dos avós. Foi a primeira a chegar. Tirou a avó, e correu para tirar o avô, que se negava a sair. Depois, ele aceitou a sair e ambos foram salvos.

Segundo a família, Sebastião tem mal de alzheimer e, minutos depois do incêndio, pedia para voltar para casa, pois não lembrava mais do ocorrido.

Fogo pode ter começado na parede da varanda

Como a casa é muito antiga, explicou a nora Marli, provavelmente o fogo começou na fiação, na parede da varanda. O Corpo de Bombeiros esteve no local, bem como a Defesa Civil. Um laudo será feito sobre as causas do incêndio.

Marli comentou, ainda, que Sebastião tinha muito apego à casa, pois criou sete filhos no mesmo lugar.

Por conta da perda, colegas da empresa onde Flávio trabalha e empresas próximas ajudaram no resgate de alguns móveis: uma geladeira, um fogão e uma pequena mesa de madeira. O resto foi consumido pelas chamas. “Cama, roupas, utensílios, documentos, até remédios, tudo foi perdido”, disse a Nora.

Via ND+

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.