Desacato a PMs em Criciúma: comandante elogia atuação da polícia

Condutor embriagado desacatou policiais, proferindo uma série de palavrões

Foto: Reprodução
- PUBLICIDADE -

O comandante do 9º batalhão da Polícia Militar de Criciúma, tenente-coronel Sandi Sartor destacou, ontem, o trabalho dos policiais militares que atenderam a ocorrência em que um empresário (D.R.P.B.) desacatou as autoridades após colidir o Porsche em que conduzia em outro automóvel, na madrugada de domingo, em Criciúma.

“A PM trabalha para garantir os direitos de todos os cidadãos, inclusive garantindo os direitos daquele que teve o veículo atingido. E os policiais realizaram o devido trabalho para que o condutor (do Porsche) não se eximisse da sua responsabilidade civil e criminal, por conta da embriaguez”, diz Sartor.

- PUBLICIDADE -

De acordo com a ocorrência, o indivíduo tentou se afastar do veículo do local do acidente, para fugir à responsabilidade, na rua Campos Sales, no bairro Michel, quando teria atingido uma VW/Saveiro, que estava estacionada em frente a uma residência.

O proprietário da Saveiro informou que estava na casa de seu sogro quando ouviu um barulho forte. Ao sair para a rua, se deparou com o veículo danificado e colidido contra uma escadaria de concreto que fica em frente à casa.

A ocorrência

Mais tarde, a PM identificou o condutor do Porsche, que teria atingido a Saveiro, no bairro Michel e depois colidido na Avenida Centenário, no bairro Santa Bárbara. Ele foi detido por desacato e por dirigir sob efeito de álcool e/ou droga

Durante a abordagem, o condutor proferiu palavrões e desafiou as autoridades policiais durante o registro do Boletim de Ocorrência (B.O.). “É lamentável a atitude do cidadão para com os policiais os quais estão no cumprimento do seu dever, garantindo os direitos de todos os cidadão. Mas os policiais agiram de maneira correta, após serem desacatados, conduziram o cidadão pelo motivo de desacato, além do motivo da embriaguez”, declara Sartor.

Xingamentos proferidos

De acordo com as imagens da câmera da casa do vizinho, localizada no outro lado da rua, foi possível perceber que o Porsche estava em alta velocidade, colidiu contra a Saveiro e o condutor evadiu do local.

Ao fazer a abordagem posteriormente, foi constatado que o condutor era D.R.P.B. Ele estava visivelmente embriagado, com vestes desalinhadas, fala arrastada e hálito etílico. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, sendo autuado pelo crime de Dirigir sob efeito de álcool e/ou droga – embriaguez ao volante através do auto de constatação e posterior perícia no Instituto Geral de Perícias (IGP).

Os vídeos gravados no momento da ocorrência mostram que o homem chama os policiais de “seus m*, seus b*”. O homem também disse que tem “45 advogados” para “ferrar” com os policiais.

Dessa forma, ele teve o documento de habilitação recolhido e foi conduzido ao IGP, onde a perícia médica constatou a embriaguês. A multa por dirigir embriagado é de R$ 2.934,70. O homem foi conduzido para a delegacia de Polícia Civil também por desacato, onde foi liberado na sequência.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.