Deccor conclui operação de fraudes em Armazém e Treze de Maio

Investigação da Polícia Civil, por meio da 2ª Delegacia Especializada no Combate à Corrupção (Deccor), confirmou que doze empresários e três servidores públicos estavam envolvidos na fraude de 55 licitações e associação criminosa

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

A Polícia Civil, por meio da 2ª Delegacia Especializada no Combate à Corrupção (Deccor), concluiu uma investigação sobre fraudes em licitações das cidades de Armazém e Treze de Maio em um período de 10 anos. A operação foi deflagrada em 25 de agosto de 2020, mas a investigação já havia sido iniciada no mês de maio do mesmo ano.

A análise dos casos confirmou que doze empresários e três servidores públicos estavam envolvidos na fraude de 55 licitações e associação criminosa.“Todas as licitações estavam ligadas ao fornecimento de peças e manutenção de máquinas pesadas”, confirma o delegado da Deccor, Gustavo Muniz Siqueira.

- PUBLICIDADE -

“O certame totalizado de contratos está na casa dos R$4 milhões. Mas é difícil aferir o que realmente foi de prejuízo, o que foi feito de superfaturamento de valores, ainda mais ao longo de anos e milhares de itens”, revela Siqueira. Doze empresários e três servidores públicos foram indiciados.

“A princípio a operação está encerrada. O Ministério Público pode pedir alguma providência posterior e a gente ter que cumprir uma diligência. Mas a princípio, na nossa parte, a gente já encerrou e colocou a disposição do MP”, conclui o delegado.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.