Criciúma: irmãos gêmeos que teriam matado estuprador são condenados

Eles alegaram que a vítima havia tentando molestá-los quando os dois tinham 12 anos

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Os dois irmãos gêmeos que haviam matado Ubiratan de Jesus Franco de Castro, de 53 anos, foram julgados em sessão do Tribunal do Júri, no Fórum de Criciúma, nesta quinta-feira, dia 9. Um deles foi condenado a 12 anos de prisão, por ter efetuado os disparos, e o outro, que dirigiu o veículo na fuga, pegou nove anos. O homem foi morto com cinco tiros dentro de casa, no bairro Santa Luzia, em novembro de 2018.

Ambos já estavam presos preventivamente três dias após terem cometido o crime, que foi elucidado pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Criciúma. Os autores, que a época tinham 18 anos, alegaram que mataram Ubiratan por este ter tentado molestá-los quando eram crianças.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.