CBMSC lança campanha para evitar propagação de Covid-19 no carnaval

A intenção do Corpo de Bombeiros é conscientizar a população, mostrando a importância de cada pessoa para o combate ao vírus, uma vez que o estado ainda está com risco grave e gravíssimo para contaminação

Foto: Divulgação/CBMSC

- PUBLICIDADE -

Para contribuir com as ações de saúde e evitar a propagação da Covid-19, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) lançou nesta quarta-feira, 10, a campanha virtual chamada “Saúde é a nossa folia”, em que os materiais trarão orientações e dicas, junto com fotos de bombeiros militares de máscara, para que os cidadãos fiquem em casa durante os dias de carnaval, visando a segurança de todos.

“Por trabalharmos com a segurança das pessoas, a ideia surgiu para que seja um estímulo para que todos fiquem em casa, já que a pandemia não terminou. Vamos continuar nas ruas, atuando para ajudar quem precisa e também fiscalizando os locais em que tenham aglomeração. Mas nós contamos com o bom senso de todos para que sejam dias tranquilos”, explica o Comandante-Geral do CBMSC, coronel Charles Alexandre Vieira, que complementa: “o CBMSC estará de prontidão, com as equipes de plantão em serviço nos quartéis e também nas praias, já que sabemos que o movimento pode aumentar nestes dias, mas reforçamos o pedido de cuidado e lembramos, para aquelas pessoas que forem ingerir bebidas alcoólicas, que não dirijam e nem entrem no mar, rios e piscinas, para evitar acidentes e afogamentos”, exalta.

- PUBLICIDADE -

A intenção do CBMSC é conscientizar a população, mostrando a importância de cada pessoa para o combate ao coronavírus, uma vez que Santa Catarina ainda está com risco grave e gravíssimo para contaminação.

Texto: Melina Cauduro 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.