CBMSC firma acordo inédito de cooperação com Bombeiros de Lisboa

O objetivo deste acordo é a oficialização da cooperação entre as instituições, incentivando o intercâmbio técnico, científico, cultural, administrativo, de instalações físicas, de equipamentos e de recursos humanos, visando o aprimoramento na atividade de resgate veicular

Foto: Manuela Silva e Divulgação/CBMSC
- PUBLICIDADE -

Na última sexta-feira, 18, foi aprovada, por unanimidade a proposta da minuta de acordo de cooperação e respectivo plano de trabalho entre o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) e o Regimento de Sapadores Bombeiros, que é a corporação de bombeiros profissionais de Lisboa, que é a mais antiga e maior corporação de bombeiros de Portugal.

O objetivo deste acordo é a oficialização da cooperação entre as instituições, incentivando o intercâmbio técnico, científico, cultural, administrativo, de instalações físicas, de equipamentos e de recursos humanos, visando o aprimoramento profissional dos bombeiros que atuam na atividade de resgate veicular. Este é o primeiro acordo firmado entre um Estado brasileiro e a corporação portuguesa voltado para a atividade.

- PUBLICIDADE -

Em outubro de 2019 o coronel Hilton de Souza Zeferino esteve em Portugal para uma visita ao Regimento de Sapadores Bombeiros, em Lisboa, para apresentar ao Tenente-Coronel Tiago Lopes, Comandante do Regimento, o projeto do Centro de Inovação em Resgate e Saúde (CIRS) – um polo especializado na formação e capacitação continuada de bombeiros e profissionais de saúde – que está em construção em Chapecó, quando iniciou a tratativa para estabelecer uma parceria de aprimoramento profissional.

“Os bombeiros portugueses são referência no atendimento de acidentes de trânsito com vítimas presas em ferragens, não apenas em Portugal, mas uma referência mundial na atividade e por isso houve o interesse em nos unirmos a eles com este acordo de cooperação, já que temos o propósito de transformar o CIRS em uma referência na formação de profissionais e atendimento de trauma”, exalta o coronel Hilton.

Toda a tramitação foi elaborada seguindo os padrões legais estabelecidos pelo Governo de SC e o Governo de Portugal. O documento está em Lisboa e uma cópia física será enviada para Santa Catarina, para a publicação no Diário Oficial do Estado.

Foto: Manuela Silva e Divulgação/CBMSC
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.