Vereadora requer informações sobre uso facultativo de máscaras

Vereadora Giovana Mondardo (PCdoB) registrou na Câmara de Vereadores, um requerimento pedindo mais informações sobre esse decreto, já publicado no Diário Oficial de Criciúma

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Foi divulgado no fim da tarde da última sexta-feira, dia 22, a decisão da Administração Municipal de Criciúma, por meio do decreto nº 1532/21, que torna facultativo o uso de máscaras em ambientes externos para quem já estiver o ciclo de vacinação da Covid-19 completo. Logo após isso, a vereadora Giovana Mondardo (PCdoB) registrou na Câmara de Vereadores, um requerimento pedindo mais informações sobre esse decreto, já publicado no Diário Oficial do Município.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

No documento, três pontos são questionados ao Chefe do Poder Público Municipal. “Soubemos deste decreto e em seguida protocolamos o nosso requerimento, pois um dos pontos que nos preocupa é saber como será feita essa fiscalização do não uso de máscara. Já sabemos que boa parte dos criciumenses estão vacinados, mas ainda há uma pequena parcela que tem resistência à vacina”, destacou.

Sobre o requerimento, o documento registrado na Câmara de Vereadores requer saber: Qual a base científica para justificar a facultatividade do uso de máscara?, além de qual a fiscalização e controle que serão adotados para garantir que apenas pessoas que se enquadrem nos critérios estipulados pelo decreto deixem de usar máscara nos espaços previstos?

O requerimento entrará em votação nesta semana na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores.

Servidores sem imunização

O terceiro ponto apontado pelo requerimento registrado pela vereadora Giovana Mondardo, requer saber se o setor pessoal da Prefeitura já tem ciência de quantos e quais servidores não completaram o processo de imunização ou se recusaram a tomar a vacina contra a Covid. “Os números provam que a vacinação é segura e que os números de mortes baixaram muito no estado e no município. Com isso, se torna cada vez mais importante o processo de imunização”, completou a vereadora.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.