Prefeito de Urussanga é afastado do cargo

A medida é decorrente da Operação Benedetta, que foi deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira (20)

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

O prefeito de Urussanga, Luis Gustavo Cancellier (PP), foi afastado do cargo e está proibido de frequentar a prefeitura. A medida é decorrente da Operação Benedetta, que foi deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira (20). A chefe de gabinete e uma contadora também foram afastadas do cargo e estão proibidas de acessar a prefeitura.

Um ex-secretário de obras, um ex-fiscal e um familiar do prefeito também foram proibidos de frequentar o espaço da administração municipal. A informação foi confirmada pelo presidente da Câmara de Vereadores, Odivaldo Bonetti, à Rádio Marconi.

- PUBLICIDADE -

Na manhã desta quinta-feira, cerca de 75 policiais federais cumpriram mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região dos municípios de Urussanga, Orleans, Siderópolis, Tubarão e Criciúma, em endereços vinculados a empresas, órgãos públicos, servidores públicos e empresários.

A investigação iniciou em setembro de 2020, tendo a fase hoje desencadeada, com o objetivo de obter outros indícios comprobatórios das supostas fraudes que teriam ocorrido em obras de pavimentação e de identificar a eventual participação de servidores públicos nos fatos, além de apurar o destino do montante dos recursos supostamente desviados, que, em apenas uma das diversas obras financiadas, se aproxima de R$ 300.000,00.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.