O fim do voto secreto em pauta no Legislativo de Morro da Fumaça

Atualmente o voto secreto é exercido no julgamento das contas do Executivo e na cassação do mandato de Prefeito, Vice-Prefeito ou Vereador

Foto: Divulgação/ Samuel Morgenroth Woyciekowski

- PUBLICIDADE -

Entrou em pauta na Sessão Ordinária de terça-feira, dia 20, a Emenda Supressiva ao Regimento Interno nº 01/2021 e a Emenda Supressiva à Lei Orgânica nº 01/2021.Que suprimem todas as modalidades de votação secreta, previstas no Regimento Interno e na Lei Orgânica Municipal. Os projetos são assinados pelo presidente do Legislativo de Morro da Fumaça, Luciano Formentin Pereira (PSL) e dos vereadores Ricardo Guedin (PP), Ricardo Pacagnan da Rocha (PP), Robson Francisconi (PP) e Simoni Cechinel de Almeida Brina (PP).

Atualmente o voto secreto é exercido no julgamento das contas do Executivo e na cassação do mandato de Prefeito, Vice-Prefeito ou Vereador, seguindo o Regimento Interno. “Os cidadãos devem ter conhecimento do nosso voto, pois são eles quem representamos. A ideia é que nosso trabalho seja positivo para o município e alcance o maior número de pessoas possível de forma transparente. O Processo Legislativo deve ser claro, para que qualquer cidadão possa acompanhar a opinião de cada vereador referente aos assuntos tratados na Câmara”, afirmou o presidente do Legislativo.

- PUBLICIDADE -

O vereador Robinho utilizou a Palavra Livre na reunião em que o Projeto de Lei entrou em pauta para se manifestar sobre os projetos.”Acho muito importante que o vereador justifique o seu voto. Sou totalmente a favor da aprovação dessas emendas que retiram a possibilidade de voto secreto, espero aprovação desta casa”, disse.

“Queremos dar mais transparência aos trabalhos do Legislativo, acreditamos que os fumacenses precisam saber cada vez mais como os nove vereadores eleitos estão atuando”, comentou o vereador Pacagnan.

A vereadora Simoni também se manifestou em suas redes sociais afirmando ser a favor das emendas. “Sempre prezamos pela transparência, então porque votarmos secretamente os assuntos que são de relevância e interesse dos fumacenses? A população precisa saber como os vereadores estão atuando, e ter total transparência nas votações é essencial e um dos caminhos”, alegou.

“O voto aberto mostra respeito e transparência de atos muitos importantes que acontecem dentro da Câmara.   E nós vereadores precisamos votar a favor do povo e não por interesse próprio, se escondendo atrás de um voto, acredito que o fim do voto secreto é benéfico para toda a população que acompanha os trabalhos do Legislativo”, expressou o vereador Guedin.

Agora os projetos serão encaminhados para a Comissão de Legislação, Justiça e Redação que terá o prazo de dez dias para exarar os pareceres técnicos. Se os projetos seguirem em ritmo ordinário poderão entrar em segunda e última votação para aprovação em plenário no dia 3 de agosto. 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.