Legislativo aprova adesão de Maracajá ao CisAmrec

Decisão foi confirmada na noite dessa quarta-feira; Todos os vereadores presentes votaram pela aprovação do projeto

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

A Administração Municipal de Maracajá inicia o ano com uma grande conquista na área da Saúde: a adesão ao Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da AMREC (CisAmrec). A provação do Projeto de Lei nº 001/2021 do Executivo, aconteceu na noite desta quarta, dia 20, em sessão extraordinária realizada pela Câmara de Vereadores. Todos os vereadores presentes votaram pela aprovação do projeto.

A saída do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Amesc (CisAmesc) era uma das prioridades da atual gestão, que está à frente da Administração do Município a pouco mais de 20 dias. Sabendo que o setor de Saúde é prioritário para o bom andamento da cidade, a Administração realizou um levantamento que mostrou que o CisAmesc já não resultava em economia e muito menos no atendimento, que é precário na contratação de bens (medicamentos) e serviços profissionais médicos de saúde, tornando-se inviável sua manutenção, pela instabilidade financeira que atualmente está passando o CisAmesc.

- PUBLICIDADE -

A decisão estava nas mãos dos vereadores , que receberam todos os esclarecimentos da atual situação da Saúde de Maracajá, que estava de ‘mãos atadas’ devido ao mau gerenciamento do CisAmesc. Eles também se reuniram com o Diretor Executivo do CisAmrec, Roque Salvan, que informou todos os benefícios que a cidade terá com a adesão. “Além de todo embasamento que havia no Projeto de Lei, também encaminhamos alguns profissionais da Saúde para esclarecer as dúvidas dos legisladores, que foram unânimes na aprovação do projeto”, comentou o prefeito Anibal Brambila.

O prefeito salientou que a adesão trará muitos benefícios para o município, garantindo assim um serviço de qualidade aos maracajaenses.

Prazo de Adesão

A Secretária de Administração e Finanças, Edilane Rocha Nicoleite, acredita que no máximo em 15 dias, Maracajá já esteja incluso no CisAmrec. “Nós já tínhamos a vaga garantida, agora é só o processo burocrático, que deve levar alguns dias”, disse.

Edilane lembra que os atendimentos realizados por médicos, laboratórios, clínicas da região de Araranguá não serão prejudicados, haja vista que grande parte dos fornecedores de serviços também são credenciados pelo CisAmrec.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.