Julio Garcia segue afastado e Alesc decidirá retorno do parlamentar

Foto: Bruno Collaço/Agência AL
- PUBLICIDADE -

Em despacho nesta terça-feira (23) a juíza Janaina Cassol Machado, da 1ª Vara Federal de Florianópolis, respondeu à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que libera o deputado estadual Julio Garcia (PSD) das decisões da magistrada.

A juíza considerou revogadas as medidas aplicadas nas operações Alcatraz e Hemorragia. Contudo, manteve o parlamentar afastado, já que a Assembleia Legislativa de SC (Alesc) não derrubou as medidas cautelares da segunda prisão preventiva decretada – no âmbito da operação Alcatraz.

- PUBLICIDADE -

Na segunda votação na Alesc sobre a prisão de Julio, os deputados preferiram não estender a decisão de libertá-lo às medidas cautelares a fim de esperar a decisão do STF.

Por isso, segundo a magistrada, ainda não houve deliberação da Alesc sobre a suspensão do mandato eletivo acerca das medidas da Alcatraz.

Ou seja, o Parlamento terá que votar novamente para retirar, ou não, as medidas cautelares sobre Garcia. Se derrubadas, o ex-presidente da Alesc poderá voltar ao cargo.

As medidas cautelares restritivas diversas da prisão ficaram mantidas em ambas as operações. As informações foram divulgadas com autorização do Juízo.

 

Com informações da Rede Catarinense de Notícias 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.