Jorge Koch deve assumir a Amrec

Prefeito de Orleans é indicado pelo MDB, partido que tem a maioria das prefeituras da região, ao cargo

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Orleans

- PUBLICIDADE -

Acontece amanhã, dia 14, a escolha do novo presidente da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec). Com a maioria das prefeituras da região, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) indicou o prefeito de Orleans, Jorge Koch, para o cargo. A cerimônia terá início às 14 horas. “A expectativa é boa, mas vamos esperar a votação”, destaca.

Além disso, a Federação Catarinense de Municípios (Fecam) recebeu a nominata com chapa de consenso para o comando da instituição na gestão 2021/2022. Koch também está indicado à composição, representando a região Sul, como primeiro tesoureiro. O prefeito de Araquari, Clenilton Carlos Pereira (PSDB), é o indicado para a presidência da entidade, tendo como vice a prefeita de Vargem, Milena Andersen Lopes Becher (PL).

Ambos são prefeitos reeleitos, Clenilton representa a região da Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc) e Milena, a Associação dos Municípios do Planalto Sul de SC (Amplasc). A decisão pelo consenso foi durante reunião de registro de chapa, realizada na segunda-feira, dia 11, na sede da entidade, com a presença (física e virtual) dos prefeitos indicados pelas 21 Associações de Municípios.

Ato de posse na Fecam será em 20 de janeiro

O termo de solicitação de registro de chapa para eleição da Fecam apresenta também os nomes do prefeito de Blumenau, da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (AMMVI), Mario Hildebrandt (Podemos), para segundo vice-presidente; o prefeito de São Carlos, da Associação dos Municípios do Oeste de SC (Amosc), Rudi Miguel Sander (PP) para terceiro vice-presidente.

Além de Koch, o prefeito de Bombinhas, da Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí (AMFRI), Paulo Henrique Dalago Muller (DEM) será o segundo tesoureiro; prefeito de Seara, da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (Amauc), Edemilson Canale (PSD) para primeiro secretário e a prefeita de Cunha Porã, da Associação dos Municípios do Entre Rios (Amerios), Luzia Vacarin (PSDB) para segunda secretária.

O prefeito de São João do Sul, Moacir Teixeira, eleito presidente da Associação dos Municípios do Extremo Sul (Amesc), será suplente do conselho fiscal, Serão conselheiros, o prefeito de São José, Orvino Coelho de Ávila (PSD); o prefeito de Bela Vista do Toldo, Adelmo Alberti (PSL); o prefeito de São João do Itaperiú, Clezio José Fortunato (MDB), a prefeita de Santa Cecília, Alessandra Garcia (PSB); o prefeito de São Joaquim, Giovani Nunes (PSL); o prefeito de Lebon Régis, Douglas de Mello (PDT) e o prefeito de Xanxerê, Oscar Martarello (PSDB).

Na suplência, também estarão o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (PP); a prefeita de Trombudo Central, Geovana Gessner (MDB); o prefeito de Capinzal, Nilvo Dorini (MDB); o prefeito de Quilombo, Silvano de Pariz (PSL) e o prefeito de Palma Sola, Cleomar Mantelli (MDB).

A assembleia de eleição e posse dos novos membros da Fecam será realizada no dia 20 de janeiro, a partir das 8h30min, em formato virtual e presencial no Hotel Faial, no centro de Florianópolis, em ato conduzido pelo presidente da entidade, prefeito de Rodeio, Paulo Roberto Weiss.

A Fecam aprovou, em dezembro do ano passado, mudanças no estatuto que criam duas novas funções no quadro diretivo da entidade, passando de seis membros para oito – função de 1º e 2º tesoureiro. A intenção, segundo a secretária geral, ex-prefeita de São Cristóvão do Sul, Sisi Blind, é aumentar a representatividade das regiões, valorizando a representação dos gestores na Federação. A secretária lembra que todas as funções dos membros do Conselho Executivo e Conselho Fiscal da Fecam são voluntárias.

A Fecam congrega os 295 municípios catarinenses em ações de fortalecimento e representatividade e, desde 2020, passou a integrar as 21 Associações.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.