Funcionários da Cermoful passam a ter estabilidade no emprego

Acordo coletivo assinado junto ao sindicato já está em andamento e protege funcionários às vésperas de eleição

- PUBLICIDADE -

O objetivo do presidente Ricardo Bittencourt, falecido em novembro passado, era de que os colaboradores da Cooperativa Fumacense de Eletricidade (Cermoful) tivessem 2 anos de estabilidade de emprego em razão da eleição que se aproxima. Pouco antes de falecer o documento chegou a passar pela reunião do Conselho Administrativo, mas não foi assinado em razão da hospitalização de Bittencourt.

Após a sua morte, o presidente interino Rudy Recco optou com o Conselho por uma estabilidade de um ano, assinada em acordo coletivo com o sindicato da categoria, porém válida somente a partir de 01 de março. No documento consta que a Cermoful se compromete em não demitir funcionários neste período eleitoral, salvo por justa causa.

- PUBLICIDADE -

O Objetivo do acordo de estabilidade é evitar pressões políticas e atos discriminatórios. De 27 de janeiro até o momento o presidente interino demitiu quatro funcionários. A partir de agora, qualquer demissão a Cooperativa deverá ressarcir por 12 meses os colaboradores com a sua média salarial e ainda manter os benefícios adquiridos coletivamente.

Documento do acordo coletivo: 

Documentos acordo coletivo
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.