Estadual: Cargos exonerados para indicações de emendas parlamentares

Os secretários da Educação, Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro (MDB), e da Agricultura, Altair Silva (PP), foram exonerados dos seus cargos

Vampiro e Altair Silva – Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Na última sexta-feira, 26, os secretários da Educação, Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro (MDB), e da Agricultura, Altair Silva (PP), foram exonerados dos seus cargos. A decisão foi assinada pelo governador Carlos Moisés (sem partido) e vale a partir desta segunda-feira, 29.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Os dois secretários são deputados estaduais. Vampiro e Silva voltam para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina a partir da semana que vem. A expectativa é que o regresso ao Palácio Barriga Verde seja na próxima quarta-feira. O objetivo é a indicação de emendas parlamentares ao Orçamento de 2022.

“Eu sou deputado estadual, estou na secretaria, saí da secretaria, viro deputado, faço as indicações e, ano que vem, depois de março, que eu não sou mais secretário, eu faço a indicação, como todos os outros parlamentares, não existe alternativa. Se eu não voltar e fizer a indicação, são R$ 8 milhões a menos que vão pro sul de Santa Catarina através de emendas”, explicou Vampiro.

Carlos Moisés foi o primeiro governador da história do Estado a cumprir a lei e pagar as emendas dos deputados estaduais na integralidade. Em 2021, estima-se que os deputados estaduais tenham indicada pelo menos R$ 6 milhões cada um em emendas ao Orçamento.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.