Criciúma: definida mesa diretora da ACP do carvão

Primeira reunião foi realizada na tarde desta terça-feira (13), na Câmara de Vereadores de Criciúma

Foto: Divulgação/ Fabrício Júnior
- PUBLICIDADE -

A Comissão Especial Temporária da Câmara de Vereadores, que acompanhará a Ação Civil Pública (ACP) do Carvão, definiu sua Mesa Diretora. A definição ocorreu na primeira reunião, que foi realizada na tarde desta terça-feira (13), no Legislativo Criciumense.

O vereador Márcio Daros (PSDB) será o presidente da Comissão, que terá como relator Júlio Kaminski (PSL) e Obadias Benones (AVANTE) como secretário. Participam ainda a vereadora Giovana Mondardo (PCdoB) e os vereadores Jair Alexandre (PL), Paulo Ferrarezi (MDB), Manoel Rozeng (DEM), Miguel Pierini (PP), Salésio Lima (PSD) e Zairo Casagrande (PDT). “Sabemos do desafio que teremos pela frente, pois é um assunto muito importante para o município. Vamos analisar de que forma podemos conduzir tudo isso para que no fim possamos ter um resultado positivo”, destacou o presidente.

- PUBLICIDADE -

O relator explicou como será o funcionamento dos trabalhos da Comissão. “Vamos nos inteirar bem sobre o assunto para na próxima semana já termos um debate mais aprofundado. Precisamos entender quais as ações que a gente pode fazer para ajudar”, frisou Kaminski.

O vereador projetou ainda os passos para o próximo encontro.  “Na próxima semana, de posse da ação civil, da documentação, nós vamos poder se situar, e depois disso deliberar quais os caminhos e como vamos tratar sobre esse assunto. É um tema muito forte na cidade e região. O debate é muito relevante por isso”, concluiu o relator.

Os encontros da Comissão Especial Temporária da Câmara de Vereadores, que acompanhará a ACP do Carvão, serão realizados nas segundas-feiras, às 15h.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.