Contagem regressiva para eleição na Unesc

Postulantes à reeleição da reitoria construíram propostas junto à comunidade acadêmica

- PUBLICIDADE -

A semana que antecede o voto para os candidatos à reeleição da reitoria da Universidade do Extremo Sul de Santa Catarina (Unesc), Luciane Ceretta e o vice, Daniel Preve, foi de diálogo com a comunidade acadêmica. De forma online, através de fóruns temáticos e estratégicos e visitas em sala, eles discutiram com professores, funcionários e estudantes projetos para a instituição para os próximos quatro anos.

Para a construção das propostas poderão ser legitimadas na eleição que acontece na próxima quinta-feira, dia 10, os participantes das discussões remotas elencaram ações e também de que forma colocá-las em prática. “É uma caminhada de 53 anos e que nos últimos quatro está sendo liderada por nós. O fizemos do modo mais participativo que temos, de escuta e diálogo. Nos nove eixos temáticos, cada área discutiu as proposições para cada eixo e que foram amplamente debatidas com toda a comunidade acadêmica. O roteiro em salas de aula de forma remota permitiu agregar todas as posições e desenharmos nossa caminhada nos próximos quatro anos, focando uma universidade de vida longa, perene e sustentável cumprindo e consolidando seu caráter comunitário”, comenta a reitora, Luciane Ceretta.

- PUBLICIDADE -

Conforme a coordenadora de campanha, a pró-reitora acadêmica, professora Indianara Reynaud Toreti, as propostas foram elaboradas dentro das premissas institucionais que norteiam o projeto de universidade comunitária. “É importante que a medida que vamos nos aproximando, conseguimos encontrar os pontos convergentes, por isso agradecemos a participação de todos para construir uma Unesc ainda maior e excelente. Precisamos estar juntos para superar os desafios dentro do cenário que se coloca”, frisou Indianara. “Somos comprometidos com uma instituição sem dono, sem proprietário, mas que enfrenta todos os desafios do nosso tempo com sustentabilidade. Isso é possível através do diálogo, que também nos trouxe muitas conquistas, inclusive com reconhecimento internacional. Precisamos neste processo, cada vez mais, formar pessoas capazes de ter sua autonomia cultural, cidadã e científica”, acrescentou o vice-reitor, Daniel Preve.

Única universidade do Brasil a promover eleição direta, com a participação de professores, estudantes e funcionários, para a escolha dos gestores, este ano terá como novidade a votação em formato híbrido, com a possibilidade de ser presencial ou online.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.