Celesc abre licitação para iluminação da Via Rápida

Disputa do certame que irá definir empresa responsável por obra está prevista para o mês de agosto

Foto: Arquivo/TN
- PUBLICIDADE -

Desde a inauguração, no fim de 2017, a Via Rápida segue no escuro. Durante os três anos em meio de funcionamento, foram inúmeras as tentativas de levar adiante o projeto de iluminação da rodovia que liga a BR-101 ao centro de Criciúma. Mas a novela parece finalmente chegar ao fim.

A Celesc, que irá realizar toda a parte de iluminação da rodovia, abriu o processo licitatório para contratar a empresa que será responsável pela execução da obra. A estatal não confirmou os valores e nem um calendário do projeto, apenas que a disputa do certame está prevista para o mês de agosto.

- PUBLICIDADE -

Segundo a Celesc, parte do projeto inicial de um trecho da via, apresentado pela cooperativa responsável pela obra, necessitou de ajustes da equipe de engenheiros da Companhia para atendimento às normas técnicas, um dos motivos que causaram o adiamento do calendário inicial. “Então, na fase de orçamento realizada em fevereiro deste ano, foi identificada a necessidade de reajuste, em relação ao que estava previsto. O aditivo foi aprovado em junho pela Secretaria de Estado da Fazenda e a Celesc abriu o processo licitatório 21/401”, destaca a companhia, em nota.

O projeto

O projeto de iluminação da Via Rápida, no Sul do Estado, prevê a instalação de luminárias de LED ao longo dos 12,7 quilômetros do trajeto. A obra será custeada por convênio com o Governo do Estado de Santa Catarina, com recursos oriundos do ICMS, sem contrapartida dos municípios. No total, serão instalados 546 postes e 903 luminárias ao longo do percurso.

A conta de energia da via deverá ser paga pelos municípios de Criciúma e de Içara, por meio da Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública dos Municípios (Cosip). Ambas as prefeituras assinaram documentos de comprometimento com esta finalidade.

Longa espera

A expectativa é que o processo andasse até 2019, ano em que a rodovia passou a ser estadualizada. Porém, os trâmites foram adiados por problemas no projeto que havia sido feito anteriormente.

Com o novo projeto em mãos, a Celesc dependia de um aditivo financeiro do Estado para poder dar continuidade ao projeto. E o governo aprovou o reajuste nos valores no último mês, possibilitando o andamento.

Importância da iluminação da via

O comandante da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Içara, sargento Anísio de Souza Fraga avalia que a, para a segurança viária de uma rodovia, o fator da iluminação é preponderante para o trânsito seguro. “A questão da visibilidade artificial, aliada à iluminação dos faróis dos veículos em conjunto dão mais segurança e tranquilidade para os condutores. Ainda mais em condições climáticas como chuva, neblina…”, declara Fraga.

Ele também acrescenta que a Via Rápida, por ter curvas, viadutos e vários acessos diferentes de bairros vizinhos, sem dúvidas é uma rodovia que precisa ser bem iluminada.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.