O futuro do governo interino

A coluna completa você confere na edição do Tribuna de Notícias

- PUBLICIDADE -

Se o processo de impeachment do governador Carlos Moisés pelo Tribunal Especial de Julgamento tinha resultado considerado uma incógnita, pelo caráter sigiloso dos votos dos cinco desembargadores, o futuro do governo interino de Daniela Reihnercomeça marcado de maior imprevisibilidade.

No caso da reunião do julgamento, o clima político era favorável ao governador, pelasinformações de que os cinco deputados iriam votar contra seu afastamento. A tranquilidade de Carlos Moisés e de sua assessoria era tão evidente que ele manteve a agenda, viajando para o Norte/Nordeste do Estado como se nada estivesse acontecendo na política catarinense.

- PUBLICIDADE -

O novo período de interinidade terá muitas diferenças em relação ao primeiro. A primeira está no período em que deve se dar a presença de Daniela Reihner na chefia do Executivo. Será incomparavelmente maior do que em novembro.

O impeachment da isonomia salarial dos procuradores tratava-se de uma questão jurídica e política, sem muito apelo popular, e dependia de decisões do Tribunal de Justiça. E culminou com a inexistência dos sete votos indispensáveis à cassação definitiva e até uma mudança nos votos de vários deputados. Esvaziou-se por fatores jurídicos e políticos.

A fraude dos respiradores envolve a conclusão sobre as condições da compra, a ouvida de testemunhas, talvez perícias e oitivas para que as duas questões centrais: a constatação de que o governador Moisés tinha conhecimento da compra e pagamento antecipado, além de mentir para a CPI, como enfatizado pela relatora e vários desembargadores.

O período de interinidade vai depender, também, dos atos a serem praticados pela interina, seja na escolha dos novos auxiliares, seja nas medidas de combate à pandemia.

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.