“Violentômetro” é lançado para o Dia da Não-Violência contra a mulher

Marcador de livro conta com 20 itens de identificação em caso de violências

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

No Dia Internacional da Não-Violência contra a mulher, lembrado nesta quinta-feira, dia 25, um “Violentômetro“ foi lançado exclusivamente para auxiliar no combate às violências. A ideia foi da vereadora de Criciúma, Giovana Mondardo (PCdoB), que por meio de um marcador de livros, visou colaborar com 20 itens que caracterizam como violência.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Segundo a vereadora, o objetivo da ação é reforçar para a população os diferentes tipos de violência que uma mulher pode sofrer. “Percebemos que nos últimos tempos os casos têm aumentado e pensamos em algo simples e de uso para que todos possam utilizar e se informar de como agir ao identificar alguma dessas situações”, destacou Giovana Mondardo.

O violentômetro conta ainda com número de denúncia para auxiliar as mulheres, por meio do 180. Exemplares foram entregues para as servidoras que atuam na Câmara de Vereadores de Criciúma e também serão entregues em ações do Conselho das Mulheres que acontecem no sábado, dia 27, no município de Criciúma.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.