Vigilância Epidemiológica de Içara descarta infestação de escorpiões

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica qualifica tecnicamente como infestadas as cidades que apresentam apenas um foco em ponto isolado. Em Içara, este ponto está localizado entre duas empresas em um único bairro

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

“Nós não temos o registro da presença de escorpião em nenhum outro ponto da cidade”. Com essa frase, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica Municipal Graziela Macarini Zuchinali descarta que Içara esteja de fato sofrendo com uma infestação deste aracnídeo. Segundo ela, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) qualifica tecnicamente como infestadas as cidades que apresentam apenas um foco em ponto isolado. Neste caso de Içara, este ponto está localizado entre duas empresas em um único bairro.

“Esse escorpião não é característico daqui, portanto certamente foi importado de outro local. Acreditamos que tenha vindo por algum caminhão”, comentou Graziela. A vigilância municipal já está atuando no local com orientações para todos os moradores em um raio de 300 metros do local em que os escorpiões foram encontrados. “É claro que requer cuidados nessa área, mas não se trata de uma infestação disseminada em toda a cidade. Não há motivo para alarmar tanto”, completou.

- PUBLICIDADE -

A vigilância coletou alguns desses escorpiões, conforme mostra a foto. “Os escorpiões gostam de lugares úmidos e que tenham qualquer tipo de lixo acumulado. Por isso, estamos orientando os moradores vizinhos dessas empresas para que mantenham seus terrenos limpos e adotem medidas”, pontuou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.